direito

Páginas: 96 (23773 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
Dedico este livro o todos os magistrados brasileiros, especialmente aos
meus colegas do Superior Tribunal de Justiça, com destaque para Napoleão Nunes Maia Filho, amigo de toda a vida, com quem cotidianamente reflito sobre a missão do juiz.

Dedico-o também aos meus pais, Alcimor e Síria, à minha
mulher, Magda, e aos meus filhos e netos, de sangue e
de afeto, Juliana, Caio, Tercius, AnoAmélia, Luana, Jaime,
Esteia, Maria Isadora, João e Letícia.

INTRODUÇÃO

Desde 1967, encontro-me na atividade forense, iniciada quando me
matriculei na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará,
época em que me inscrevi como solicitador acadêmico na Ordem dos
Advogados do Brasil. Depois, atuei como advogado e, posteriormente,
ingressei na magistratura, tendo antes exercido, pormuitos anos, o magistério jurídico naquela faculdade.

Tenho, pois, mais de dois terços da minha existência vividos nessa rica
ambiência da busca pela efetivação da justiça.

Envolvi-me tanto e tão profundamente nos afazeres do Judiciário e tal
é minha identificação com suas ingentes tarefas que não saberia mais
como é viver fora dele. Contudo, nunca deixo de me lembrar de que há
vida láfora. Mais até: de que a vida está lá fora.

Conheço muito bem a magistratura, em razão de ter exercido várias
funções estratégicas no Judiciário nacional: presidente e vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, tendo sido diretor de sua revista,
além de haver integrado e presidido turma, seção, o Conselho de Administração e todas as suas comissões; ministro do Tribunal SuperiorEleitoral, corregedor-geral da Justiça Eleitoral e diretor da Escola
Eleitoral Nacional; membro do Conselho Nacional de Justiça e corregedor nacional de Justiça; presidente e vice-presidente do Conselho
da Justiça Federal e coordenador-geral da Justiça Federal, tendo sido
também, nessa instituição, diretor do Centro de Estudos Judiciários e
presidente da Turma Nacional de Uniformização daJurisprudência dos
Juizados Especiais Federais, bem como do Colégio de Corregedores
Federais.

Como participante de vários eventos da Cúpula Judicial
Ibero-americana e como presidente da Comissão Conjunta
de Poderes Judiciários Europeus e Latino-Americanos,
cargo para o qual fui eleito para um mandato de quatro
anos, conheci a estrutura do Judiciário de vários dos 41
países que integram a cúpula,todos com juizes de elevada
qualificação - nenhum, contudo, a superar a qualificação
dos nossos. Nesses anos todos, visitei pessoalmente
dezenas de vezes, e por motivações distintas, varas e
tribunais federais, do trabalho, estaduais e eleitorais, conhecendo as peculiaridades de cada um.

Quanto mais conheço a magistratura brasileira, mais tenho
orgulho dela, pois é formada, em sua quaseunanimidade,
por homens e mulheres de inexcedível devotamento à
Justiça, sendo rigorosamente excepcionais e minguados os
exemplos que a desonram. No que tange a esses desvios
de conduta, temos todos o dever de combatê-los e eliminálos de nossos quadros.

Sou, pois, um entusiasmado defensor da magistratura
brasileira. E o sou até quando, mesmo sem ter vocação
para algoz, vejo-me no dever depunir algum colega. Presenciei, nesse tempo vivido, muitas e profundas mudanças
na postura de todos os chamados operadores do Direito:
juizes, advogados e membros do Ministério Público.

Senti muitas alegrias e sofri poucas decepções. Aprendi
muitas lições. A maior delas talvez tenha sido a de que não
há nada mais fácil de ser praticado nem mais difícil de ser
esquecido do que uma injustiça:chaga que jamais cicatriza
na alma de quem a sofreu, desgraça uma vida.

Quando fui convidado a escrever estas Cartas a um jovem
juiz, dois grandes sentimentos tomaram conta do meu espírito: o primeiro foi de alegria e prazer pela distinção de figurar na excelente galeria dos escritores da série de Cortas
a um jovem.... que a Editora Campus/Elsevier em boa hora
iniciou; o outro foi de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • direito do DIREITO
  • Direito direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!