Como ser um Membro da Sociedade

Páginas: 7 (1698 palavras) Publicado: 4 de maio de 2015
Como ser um Membro da Sociedade

A infância: componentes não-sociais e sociais

Podemos afirmar que a experiência social começa com o nascimento. O mundo da criança é habitado por outras pessoas. Desde o início, a criança desenvolve uma interação não apenas com o próprio corpo e o ambiente físico, mas também com outros seres humanos.
Os componentes não sociais das experiências da criança estãoentremeados e são modificados pela experiência social. Sua experiência relativa aos outros indivíduos constitui o ponto crucial de toda experiência. São os outros que criam os padrões por meio dos quais se realizam as experiências. É só através desses padrões que o organismo consegue estabelecer relações estáveis com o mundo exterior – e não apenas com o mundo social, mas também com o da ambiênciafísica. E esses mesmos padrões penetram no organismo; em outras palavras, interferem em seu funcionamento. São os outros que estabelecem os padrões pelos quais se satisfaz o anseio da criança pelo alimento. E, ao procederem assim, esses outros interferem no próprio organismo da criança. A sociedade não apenas impõe seus padrões de comportamento da criança, mas estende a mão para dentro de seuorganismo a fim de regular as funções de seu estômago. O mesmo aplica-se à secreção, ao sono e a outros processos fisiológicos ligados ao estômago.


Alimentar ou não alimentar: uma questão de fixação social

Em suas relações com outros indivíduos, a criança defronta-se com um microcosmo bastante circunscrito. Só bem mais tarde fica sabendo que esse microcosmo se entrosa com um macrocosmo dedimensões infinitamente maiores. Esse macrocosmo (invisível) moldou e definiu antecipadamente todas as experiências com que a criança se defronta com seu microcosmo. Os microcosmos, em que se desenvolvem as experiências da criança se diferem de acordo com os macrocosmos que se inserem.


O treinamento para o uso do toalete: a moita ou a “inspiração”

O treinamento para o uso do toalete constitui outrosetor do comportamento da criança em que as próprias funções fisiológicas do organismo são forçadas de maneira bastante óbvia, a submeter-se aos padrões sociais.


A socialização: padrões relativos experimentados como absolutos

O processo por meio do qual o indivíduo aprende a ser um membro da sociedade é designado pelo nome de socialização. É a imposição de padrões sociais à conduta individual.Esses padrões chegam mesmo a interferir nos processos fisiológicos do organismo. Os padrões impostos durante o processo de socialização são altamente relativos. Dependem não apenas das características individuais dos adultos que cuidam da criança, mas também dos vários grupamentos e classes sociais a que pertencem esses adultos.
O caráter absoluto com que os padrões sociais atingem a criança resultade dois fatos bastante simples: o grande poder que os adultos exercem numa situação como a que se encontra a criança e a ignorância dessa sobre a existência de padrões alternativos. Os adultos exercem um poder avassalador sobre a criança, por vários fatores como: a dependência que as crianças tem deles e que temem seus castigos, os adultos apresentam-lhe certo “mundo” e para a criança, esse“mundo” é o Mundo. Só posteriormente a mesma descobre que existem alternativas fora desse “mundo”, que o “mundo” dos seus pais é relativo no tempo e no espaço e que padrões diferentes podem ser adotados. Só então o indivíduo toma conhecimento da relatividade dos padrões e dos mundos sociais.


A iniciação da criança: o mundo transforma-se em seu mundo

Pela “visão policialesca”, a socialização é vistaprincipalmente como uma série de controles exercidos de fora e apoiada por algum sistema de recompensas e castigos. Por outro ângulo, a socialização pode ser considerada um processo de iniciação por meio do qual a criança pode desenvolver-se e expandir-se a fim de ingressar num mundo que está ao seu alcance. Sob este ponto de vista a socialização constituiu parte essencial do processo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • como ser um membro da sociedade
  • Socialização: como ser um membro da sociedade
  • Socialização: Como Ser um Membro da Sociedade
  • Como ser um membro da sociedade
  • como ser um membro da sociedade
  • Resumo: socialização: como ser um membro da sociedade
  • como ser um membro social
  • Artigo do livro: Sociologia e Sociedade. “Socialização: Como Ser um Membro da Sociedade” Peter L. Berger e Brigitte Berger.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!