bleger

Páginas: 36 (8850 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
GOFFMAN & FOUCAULT

237

A INSTITUIÇÃO TOTAL COMO AGÊNCIA DE PRODUÇÃO DE
SUBJETIVIDADE NA SOCIEDADE DISCIPLINAR 1
TOTAL INSTITUTIONS AS AGENCY OF SUBJECTIVITY
PRODUCTION IN THE DISCIPLINARY SOCIETY

Sílvio José BENELLI2

RESUMO
A leitura de Goffman a partir das análises de Foucault pode nos proporcionar
um enriquecimento fecundo na compreensão dos processos de produção
desubjetividade na sociedade contemporânea e, de modo específico, no
contexto das instituições totais, que estão longe de terem desaparecido.
Consideramos que Goffman realiza uma modalidade de análise institucional
que pode ser situada transitando entre os planos macro (ou molar) e micro
dos fenômenos que ocorrem nos estabelecimentos fechados. Goffman
analisa as práticas não-discursivas, e as articulacom grande sutileza,
fazendo os “detalhes” mais pitorescos e aparentemente insignificantes do
cotidiano institucional falarem: percebemos, então, o plano microfísico das
relações intra-institucionais mergulhando nas diferentes estratégias nas
quais o poder se ramifica, circula, domina e produz saberes e sujeitos.
Acreditamos que Goffman já apresenta o poder como uma relação dinâmica
deestratégias sempre atuantes, presente em toda parte, em todos os
lugares. Foucault, por sua vez, nos revela como são possíveis as instituições
disciplinares e quais as razões de sua emergência. Ambos são excelentes
referenciais para análises institucionais.
Palavras-chave: instituição total; subjetividade; análise institucional;
Foucault, Michel; Gofman, Erving.

ABSTRACT
Goffman’s insights aboutFoucault´s analyses can provide a considerable
achievement about the subjectivity production processes knowledge in the
1

2

Artigo elaborado a partir da dissertação de mestrado de autoria de S.J. Benelli, intitulada “Pescadores de Homens. A
produção da subjetividade no contexto institucional de um Seminário Católico”, sob a orientação do prof. Dr. Abílio da
Costa-Rosa. Faculdade deCiências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2003. Apoio: FAPESP.
Curso de Filosofia, Faculdade João Paulo II. Caixa postal 1011, Jardim América, 17506-770. Marília, SP. Brasil. E-mail:
.

Estudos de Psicologia, Campinas, v.21, n.3, p.237-252, setembro/dezembro 2004

238

S.J. BENELLI

contemporary society and, mainly at total institutions context, where they are
so present. Weconsider that Goffman’s institutional analyses is between the
macro (molar) and micro spheres of the phenomenon, that happen in closed
institutions. He analyzes the non-discoursive practices, and subtlety
articulates them, as the daily, apparently insignificant and bizarre “details”
from institutional context makes us to realize the intra-institutional relations
of microphysics plan, dippinginto different strategies in which power itself
branches, circulates, dominates and produces knowledges and subjects.
We might say that Goffman has already introduced the idea of power as a
dynamical relation of strategies always achieved at all parts and places.
Foucault, reveals us how possible are disciplinary institutions and their
reasons for emerging. They both are outstandingreferences to the institutional
analyses.
Key-words: total institution; subjectivity; institutional analyses; Foucault,
Michel; Gofman, Erving.

ATUALIDADE DAS INSTITUIÇÕES
TOTALITÁRIAS
Estamos no início do século XXI, atravessando grandes transformações socioculturais
produzidas pelo impacto do desenvolvimento
tecnológico e da informática no cotidiano. Novas
formas de relacionamento, deprodução, de
consumo, de produção de subjetividade se
manifestam. As técnicas de vigilância, de punição,
de controle social, de produção de sujeitos
também estão se sofisticando a partir do suporte
da tecnologia de ponta.
Mesmo nesse contexto de mudanças, as
antigas instituições totalitárias não desapareceram da sociedade contemporânea. Pelo contrário,
há uma florescente indústria funcionando...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bleger
  • BLEGER
  • bleger
  • bleger
  • Bleger
  • Resumo bleger
  • TRABALHO bleger
  • Bleger resenha

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!