aula filogenese

Páginas: 33 (8064 palavras) Publicado: 2 de setembro de 2014
CAPfTtJLO OITO
PSICOPATOLOGIA
As teorias psicanalíticas referentes às perturbações men tais modificaram-se e desenvolveram-se no curso dos últimos sessenta anos, tal como aconteceu às teorias dos impulsos e do aparelho psíquico. Neste capítulo estudaremos esse desen volvimento, a partir de sua origem até o presente, analisando de modo geral os fundamentos da teoria psicanalítica das perturbações mentais, tal como são hoje aceitos.
Quando Freud começou a tratar de pacientes mentalmen te enfermos, a psiquiatria mal saía da infância. A designação diagnóstica, demência precoce, acabava de ser introduzida na literatura psiquiátrica; a neurastenia era o rótulo favorito da maioria das enfermidades que hoje denominaríamos psiconeu roses. Charcot demonstrara, não fazia muito, que os sintomashistéricos podiam ser eliminados ou induzidos pela hipnose, e considerava-se a constituição neuropática a causa principal de toda enfermidade mental, apropriadamente estimulada pelos esforços e tensões anormais provocados pelo ritmo frenético da vida civilizada, das cidades industrializadas.
O leitor deverá recôrdar, de acordo com o Capítulo 1, que a primeira doença pela qual Freud se interessoufoi a his teria (Breuer e Freud, 1895). Seguindo uma sugestão de Breuer, tratou de vários casos de histeria com uma forma mo dificada de terapia hipnótica, que se designou como método catártico. Baseado em suas experiências conjuntas, Freud con cluiu que os sintomas histéricos eram causados por lembran ças inconscientes de acontecimentos acompanhados de inten sas emoções que por uma ou outra razãonão puderam ser adequadamente expressas ou descarregadas no momento em que ocorrera o acontecimento real. Enquanto as emoções per manecessem impedidas de se manifestar de maneira normal, persistiriam os sintomas histéricos.
183
Em essência, portanto, a teoria inicial de Freud sobre a histeria afirmava que os sintomas eram conseqüência de trau mas psíquicos, presumivelmente em indivíduos congênitaou hereditariamente neuropáticos. Como ele próprio salientou (Freud, 1906), esta era uma teoria de etiologia puramente psicológica. Por outro lado, em decorrência de suas primeiras experiências com outro grupo de pacientes mentalmente en fermos que diagnosticou como neurastêniços, desenvolveu uma teoria completamente diferente quanto à etiologia desta doen ça, que considerou ser exclusivamenteconseqüência de práti cas sexuais anti-higiênicas (1895).
Estas práticas eram de duas espécies e cada qual, segundo Freud, determinava uma síndrome ou conjunto de sintomas diferëntes. A masturbação excessiva ou as poluções noturnas integravam o primeiro grupo de anormalidades sexuais pato gênícas. Produziam sintomas de fadiga, apatia, flatulência, constipação, cefaléia e dispepsia. Freud propôs queo termo “neurastenia” se limitasse, desde então, a este grupo de pa cientes, O segundo tipo de práticas sexuais nocivas era carac terizado por qualquer atividade sexual que produzisse um es tado de excitação ou estímulo sexual sem uma descarga ou vazão adequada, como por exemplo, o coito interrompido, ou a relação sexual sem gratificação. Essas atividades produziam estados de ansiedade, sobretudona forma típica de crises de ansiedade, e Freud então propôs que tais pacientes fossem diagnosticados como portadores de neurose de angústia. Tor nou claro, mesmo bem mais tarde — 1906 —‘ que, em sua opinião, os sintomas de neurastenia e de neurose de angústia eram conseqüência do efeito somático de distúrbios do meta bolismo sexual e que acreditava que as doenças fossem per turbações bioquímicasanálogas à tirotoxicose e à insuficiência adrenocortical. A fim de acentuar seu caráter especial, sugeriu que a neurastenia e a neurose de angústia fossem agrupadas como neuroses atuais, em contraste com a histeria e a neurose obsessiva, que propôs fossem denominadas psiconeuroses
O leitor há de observar que as classificações sugeridas por Freud baseavam-se precipuamente na etiologia e não...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • filogenese
  • Filogenese
  • Filogenese
  • filogenese e ontogenese
  • Filogénese e Ontogénese
  • filogénese, ontogénese e epigénese
  • filogênese dos seres vivos
  • Filogêneses do sistema nervoso

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!