Análise das Funções de Linguagem de poesias de Camões

Páginas: 9 (2155 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
Trabalho
de
Português





Objetivo: Analisar as funções de Linguagem dos poemas de Luís Vaz de Camões
Grupo: *Gabriela C. Gouvêa
*Isadora A. Amaral
Turma: 1º ano 3
Professor: Zeca

Análise dos poemas de camões
Luís Vaz de Camões foi um célebre poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas doOcidente.
Pouco se sabe com certeza sobre a sua vida. Aparentemente nasceu em Lisboa, de uma família da pequena nobreza. Sobre a sua infância tudo é conjetura, mas, ainda jovem, terá recebido uma sólida educação nos moldes clássicos, dominando o latim e conhecendo a literatura e a história antigas e modernas. Frequentou a corte de Dom João III, iniciou a sua carreira como poeta lírico e envolveu-se,como narra a tradição, em amores com damas da nobreza e possivelmente plebeias, além de levar uma vida boémia e turbulenta. Diz-se que, por conta de um amor frustrado, se auto exilou em África, alistado como militar, onde perdeu um olho em batalha. Voltando a Portugal, feriu um servo do Paço e foi preso. Perdoado, partiu para o Oriente. Passando lá vários anos, enfrentou uma série de adversidades,foi preso várias vezes, combateu bravamente ao lado das forças portuguesas e escreveu a sua obra mais conhecida, a epopeia nacionalista Os Lusíadas. De volta à pátria, publicou Os Lusíadas e recebeu uma pequena pensão do rei Dom Sebastião pelos serviços prestados à Coroa, mas nos seus anos finais parece ter enfrentado dificuldades para se manter.

Enquanto quis fortuna que tivesse
Enquanto quisFortuna que tivesse 
Esperança de algum contentamento, 
O gosto de um suave pensamento 
Me fez que seus efeitos escrevesse.
Porém, temendo Amor que aviso desse 
Minha escritura a algum juízo isento, 
Escureceu-me o engenho com tormento, 
Para que seus enganos não dissesse.
Ó vos que Amor obriga a ser sujeitos 
A diversas vontades! Quando lerdes 
Num breve livro casos tão diversos,Verdades puras são e não defeitos; 
E sabei que, segundo o amor tiverdes, 
Tereis o entendimento de meus versos

Na primeira estrofe, podemos observar o predomínio da função de linguagem emotiva, pois Camões, em vista do amor, iria escrever sobre ele, demonstrando seus sentimentos (pontos possivelmente bons, ruins e de desilusão), voltando seu olhar para seu mundo interior.
Na segunda estrofe,temos a função de linguagem referencial, pois temendo o Cupido (o Amor) que Camões revelasse em sua obra os tais aspectos possivelmente ruins ou de desilusão que o amor pode oferecer, tirou-lhe a inspiração, fazendo com que ele não pudesse escrever sobre tais coisas. Essa estrofe presta essa informação, esclarecendo o que de fato aconteceu, sendo, portanto referencial.
Na terceira estrofe,identificamos a função de linguagem fática, observada através da interação que Camões faz com o leitor, ao escrever no primeiro e segundo versos dessa estrofe ‘’Ó vós que Amor obriga a ser sujeitos/ a diversas vontades!”, expressando assim essa tal interação(‘’Ó vós... ’’).
Durante a observação da quarta e última estrofe deste soneto camoniano, encontramos como figura de linguagem predominante areferencial, devido ao fato de Camões prestar uma informação ao leitor, de que só entenderão seus versos, aqueles que um dia já foram capazes de amar.
Erros meus, má fortuna, amor ardente.
Erros meus, má Fortuna, Amor ardente 
Em minha perdição se conjuraram; 
Os erros e a Fortuna sobejaram, 
Que para mim bastava Amor somente. 

Tudo passei; mas tenho tão presente 
A grande dor das cousas quepassaram, 
Que já as frequências suas me ensinaram 
A desejos deixar de ser contente. 

Errei todo o discurso de meus anos; 
Dei causa a que a Fortuna castigasse 
As minhas mal fundadas esperanças. 

De Amor não vi senão breves enganos. 
Oh! Quem tanto pudesse, que fartasse 
Este meu duro Génio de vinganças!

Na primeira estrofe temos a função de linguagem poética sendo a predominante,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Poesia de camoes
  • a poesia de camoes
  • Bom Conselho
  • Introdução à poesia lírica de camões
  • Estudo da poesia de Camões
  • a poesia lirica de camões
  • Classicismo
  • A poesia épica de Camões

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!