ALVARO DE CAMPOS

Páginas: 24 (5770 palavras) Publicado: 16 de fevereiro de 2014
 Fernando Pessoa:O poeta multidão

Fernando pessoa,assim como o título diz,era muitos.A seguir falaremos de um dos heterônimos mais conhecidos:Álvaro de Campos.
Álvaro de Campos (1890-1935) é um dos mais conhecidos heterônimos de Fernando Pessoa. Foi descrito  biograficamente por Pessoa: "Nasceu em Tavira, teve uma educação vulgar de Liceu, depois foi mandado para a Escóciaestudar engenharia, primeiro mecânica e depois naval. Numas férias a viagem ao Oriente de onde resultou o Opiário." Álvaro de Campos surge quando Fernando Pessoa sente “um impulso para escrever”. O próprio Pessoa considera que Campos se encontra no «extremo oposto, inteiramente oposto, a Ricardo Reis”, apesar de ser como este um discípulo de Caeiro.
Campos é o “filho indisciplinado da sensaçãoe para ele a sensação é tudo. O sensacionismo faz da sensação a realidade da vida e a base da arte. O eu do poeta tenta integrar e unificar tudo o que tem ou teve existência ou possibilidade de existir.
Vanguardista e cosmopolita, refletindo nos poemas em que exalta, em tom futurista, a civilização moderna e os valores do progresso. Um estilo torrencial amplo, delirante e até violento, acivilização industrial e mecânica, como expressa o desencanto do cotidiano citadino, adotando sempre o ponto de vista do homem da cidade.
Campos procura incessantemente sentir tudo de todas as maneiras seja a força explosiva dos mecanismos, a velocidade, seja o próprio desejo de partir.


Características, elementos definidores de sua poética e suas influências

Álvaro de Campos

#Primeira fase – Decadentista
A primeira, a fase do Opiário é o poema dedicado a Mário de Sá-Carneiro, o qual apresentava algumas tendência de Campos. Foi a fase ligada à poesia do final do século XIX, ainda influenciada pelo simbolismo é o movimento anterior ao modernismo na literatura. Escrevia Campos ainda com métrica, com rima, com quadras, estrofes de quatro versos, e já se mostravainsatisfeito e amargurado.
*Plano do conteúdo:
- Reflexão;
- Nostalgia do sujeito diante de seu descentramento no contexto da civilização contemporânea;
- morbidez de um saturado da civilização;
- Viagem em si mesmo;
- Horror à vida;
- Realismo satírico.
*Plano de expressão:
- Estilo confessional e divagativo;
- Vocabulário preciso e vulgar;
- Cansaço das sensações onde o poeta nãoconsegue se adaptar a um qualquer real, por isso, desemboca no absurdo, no tédio e na fadiga;
- Influência simbolista.

Poema Opiário
Ao Senhor Mário de Andrade 
  
É antes do ópio que a minh´alma é doente.
Sentir a vida convalesce e estiola
E eu vou buscar ao ópio que consola
Um Oriente ao oriente do Oriente.

Esta vida de bordo há-de matar-me.
São dias só de febre na cabeça
E, por maisque procure até que adoeça,
Já não encontro a mola para adaptar-me.

Em paradoxo e incompetência astral
Eu vivo a vincos de ouro a minha vida,
Onda onde o pundonor é uma descida
E os próprios gozos gânglios do meu mal.

É por um mecanismo de desastres,
Uma engrenagem com volantes falsos,
Que passo entre visões de cadafalsos
Num jardim onde flores no ar, sem hastes.

Vou cambaleandoatravés do lavor
Duma vida-interior de renda e laca.
Tenho a impressão de ter em cada a faca
Com que foi degolado o precursor.

Ando expiando um crime numa mala,
Que um avô meu cometru por requinte.
Tenho os nervos na força, vinte a vinte,
E caí no ópio como uma vala.

Ao toque adormecido da morfina
Perco-me em transparências latejantes
E numa noite cheia de brilhantes
Ergue-se a luacomo a minha sina.

Eu, que fui sempre um mau estudante, agora
Não faço mais que ver o navio ir
Pelo canal de suez a conduzir
A minha vida, cânfora na aurora.

Perdi os dias que já aproveitara.
Trabalhei para ter só o cansaço
Que é hoje em mim uma espécie de braço
Que ao meu pescoço se sufoca e ampara.

E fui criança como toda a gente.
Nasci numa província portuguesa
E tenho...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Alvaro de Campos
  • Alvaro de Campos
  • Alvaro de Campos
  • alvaro de campos
  • Álvaro de Campos
  • Álvaro de Campos
  • Álvaro de Campos
  • Álvaro de Campos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!