• Poder, força, estado
    capacidade ou a aptidão para algo. Poder é ainda o exercício do governo de um Estado. A Sociologia geralmente define poder como a habilidade de impor a sua vontade sobre os outros, mesmo se estes resistirem de alguma maneira. Os políticos consideram poder como a capacidade de impor sem alternativa para a desobediência...
    1570 Palavras 7 Páginas
  • DIREITO
    Jean Jacques Rousseau nasceu no ano de 1712, órfão de mãe, pois a mesma faleceu durante o processo de parto, foi educado por seu pai um simples relojoeiro até completar 10 anos de idade na adolescência foi estudar em uma escola religiosa sendo aluno do pastor Lambecier, além disso, foi um importante...
    1332 Palavras 6 Páginas
  • Maquiavel
    uma justificativa que vai assumir roupagem argumentativa. Poder, para Maquiavel, envolve imposição de vontade. Poder é uma relação social na qual “A impõe a B” sua vontade, mesmo contra a vontade deste último (A e B podem ser grupos ou indivíduos). O poder pode se manifestar por diversas maneiras (estratégias...
    35693 Palavras 143 Páginas
  • quadro teórico da origem do ser humano segundo filósofos
    consequentemente à uma educação que desenvolvia ainda mais as ideias e os faziam tomar uma nova postura diante do mundo. OS PRÉ-SOCRÁTICOS e o sentido do universo. Revista Filosofia Especial, ano 1, n. 2, 2013. ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução...
    4231 Palavras 17 Páginas
  • Teorias da origem do estado
    FORÇA 06 2.4 A TEORIA DE ORDEM RELIGIOSA 06 3 PRINCIPAIS TEÓRICOS SOBRE A ORIGEM DO ESTADO 08 3.1 THOMAS HOBBES 08 3.2 JOHN LOCKE 09 3.3 J.J. ROUSSEAU 10 3.4 ARISTÓTELES 11 3.5 HUGO GROTIUS 12 3.6 BENEDITO SPINOZA 12 3.7 EDMUNDO BURKE 13 4 Conclusão 14 REFERÊNCIAS 15 ...
    2804 Palavras 12 Páginas
  • Iluminismo e os princípios constitucionais penais
    física, sendo o movimento corpóreo e o dano que o crime causa, além da conciência do delinquente que o impulsiona a cometer o crime por sua própria vontade e moral. Define o crime como uma infração da lei do Estado. Consagrando assim a reserva legal, determinando que só é crime o que infringe a lei jurídica...
    2172 Palavras 9 Páginas
  • contratualista
    Estado. Já na Teoria de Estado a preocupação é centrada no problema de como se institucionalizam as relações de poder no âmbito Estatal. 3. De forma geral o que vocês entenderam da concepção de “sistema político”? R. “Qualquer padrão permanente de relações humanas que implique, de maneira significativa...
    3353 Palavras 14 Páginas
  • história das ideias politicas
    entrar e sair do país e outras liberdades essenciais, e conferia aos cidadãos o direito de participação no debate das grandes questões de interesse geral. Facilmente se constata que Atenas era palco de uma sociedade esclavagista, na qual os metecos (os cidadãos estrangeiros, como veio a ser o caso de ...
    20480 Palavras 82 Páginas
  • Trabalho teoria geral do estado
    reunião dos traços característicos dos Estados que existiram nas regiões habitadas pelos povos helênicos (Hélade). A expressão não é de todo correta, no sentido de que jamais existiu um Estado grego único, exceto recentemente, tendo, no entanto, utilidade didática. * Qual a característica fundamental do...
    2194 Palavras 9 Páginas
  • ciências politicas
    Estado. Já na Teoria de Estado a preocupação é centrada no problema de como se institucionalizam as relações de poder no âmbito Estatal. 3. De forma geral o que vocês entenderam da concepção de “sistema político”? R. “Qualquer padrão permanente de relações humanas que implique, de maneira significativa...
    3353 Palavras 14 Páginas
  • Direito
    I REVISÃO Maria de Lourdes Costa Queiroz - Tucha EDITORA Editora Líder Rua Loreto, 25 - São Gabriel CEP: 31.980-550 - Belo Horizonte - Minas Gerais Tel./Fax: (31) 3447-0375 Iiderjr@oLcom.br Copyright @ Dilson Machado de Lima Júnior - 2010 Licença editorial para Livraria Líder e Editora Ltda...
    18833 Palavras 76 Páginas
  • Filosofia juridica
    Nesse sentido, A filosofia apresenta áreas específicas de estudo, dentre as quais destacamos: Metafísica (estudo do Ser), Lógica (estudo das regras do raciocínio), Teoria do Conhecimento (estuda o conhecimento em geral), ...
    34564 Palavras 139 Páginas
  • trabalho de filosofia
    governo da humanidade está ligado à vontade dos deuses. O discurso do mito se estende a todas as atividades desempenhadas pelo indivíduo, desde o seu nascimento, até a sua morte. Nesse mundo mítico, nada é natural: ao contrário, tudo é sagrado, e independe da vontade do ser, já que todo o seu destino...
    9026 Palavras 37 Páginas
  • Sociedade e estado na filosofia política moderna
    dos quais talvez valha ainda a pena falar de um "direito natural moderno" contraposto ao medieval e ao antigo - estou me referindo a Hobbes, Locke e Rousseau -, o tema de suas obras é quase exclusivamente o direito público, o problema do fundamento e da natureza do Estado. Embora a divisão entre uma e outra...
    24454 Palavras 98 Páginas
  • Democracia: Os fundamentos;
    que onde há a união de princípios e ações a que vem proteger e assegurar a liberdade do ser humano, ali há Democracia. Democracia: Rousseau Jean-Jacques Rousseau descreve a democracia como uma forma de governo em que a participação do povo ocorra de forma direta no ato legislativo, ou seja, defende...
    1768 Palavras 8 Páginas
  • Filosofia
    o conhecimento filosofico. A filosofia e uma busca incessante da totalidade dos sentidos em que se encontram o homem e o cosmo. E um conhecimento totalizante, radical (de raiz, busca a primeira causa)  e logico. Sentido da propria existencia, da vida social, fazendo uma projeçao finalistica. Esse grande...
    1215 Palavras 5 Páginas
  • 12345
    CIÊNCIA POLÍTICA E TEORIA DO ESTADO I – Sociedade a) Sociabilidade Humana a1. Aspectos Gerais Segundo a teoria da sociedade natural, que possui mais adeptos, a própria constituição física do homem revela que ele foi programado para conviver e se completar com outro homem. Como decorrência...
    2091 Palavras 9 Páginas
  • Civil low
    exprimem o poder social, ou seja, o poder decisório anônimo do povo; e, finalmente, a fonte negocial, expressão do poder negocial ou da autonomia da vontade. (REALE, 2000, p. 130) Visto isso, podemos dizer que a permanência de uma fonte ou outra depende da condição social e histórica dos diversos países...
    2493 Palavras 10 Páginas
  • grandes filosofos
    JUNDIAI-2013 SUMÁRIO Principais Obras Maquiavel Thomas Morus John Locke Jean Jacques Rousseau Conclusão Principais obras Maquiavel: O Príncipe, Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio...
    1953 Palavras 8 Páginas
  • Liberdade e Subimissão
    desvalorizam o corpo como a causa das paixões da alma e julgam as paixões-vícios em que, caímos por nossa culpa, contrariando as leis da natureza e a vontade de Deus. Espinosa faz uma distinção muito importante entre imaginação e pensamento, por um lado, e os gêneros de conhecimento de outro, que apresentaremos...
    2726 Palavras 11 Páginas