• Rousseau
    idade. É por isso que é preciso ter o cuidado de distinguir as inclinações naturais das da opinião. Neste sentido, os primeiros estudos só serão direcionados aos conhecimentos cujo instinto nos leva a procurar. Cito Rousseau: "que os sentidos sejam sempre os guias em nossas primeiras operações do...
    5921 Palavras 24 Páginas
  • Justiça e liberdade
    pensamento o homem deve ser capaz de buscar sua própria liberdade, baseada em sua razão. O contrato social de Rousseau diz que não se pode viver em estado harmonioso que tenha como ponto de partida uma relação entre governantes e governados baseada na liberdade, já que a hierarquia das posições...
    407 Palavras 2 Páginas
  • furto de energia
    mais é do que o representante do povo, ou seja, recebe uma delegação para exercer o poder em nome do povo. Rousseau defende que o Estado se origina de um pacto formado entre os cidadãos livres que renunciam à sua vontade individual para garantir a realização da vontade geral. Um tema muito...
    3770 Palavras 16 Páginas
  • chaui
    (século XVIII) • A teoria proposta por Rousseau tenta dar resolução ao seguinte nó: se a ética exige um sujeito autônomo, a ideia de dever dos cristão não introduziria o domínio de nossa vontade e de nossa consciência por um poder estranho a nós? Para tentar resolver este problema, Rousseau propõe...
    8907 Palavras 36 Páginas
  • Conceito básico de jusnaturalismo
    condições sociais foram favoráveis à burguesia, em ascensão, tal guarda passou à vontade geral, segundo Rousseau. Kant, afirma que pode ser considerado jusnaturalista, enquanto admitem leis jurídicas anteriores ao direito positivo. São leis naturais, que obrigam a priori, antes de qualquer experiência...
    2202 Palavras 9 Páginas
  • A Soberania como fundamento da República
    . Entretanto, diferentemente de Bodin e Hobbes, que atribuíam a soberania à figura de um único governante, Rousseau acreditava que a titularidade da mesma era do povo, dizendo, ainda, que suas características fundamentais são a inalienabilidade (por se tratar de um exercício da vontade de todos) e a...
    1313 Palavras 6 Páginas
  • filosofia
    cidadão só é livre através da vontade geral. E ademais deve-se lembrar que a maioria das pessoas já nasce numa ordem estatal preexistente, isto é, para cuja criação e configuração não concorreu (1)”. Por tudo isso, a exigência de uma maioria absoluta para tomada de decisão representa uma aproximação maior...
    2282 Palavras 10 Páginas
  • Iluminismo
    "contrato social" sem abrir mão de suas liberdades pessoais. Esse ideal de uma "vontade geral" (volonté générale) influenciou numerosos pensadores e filósofos do século 18. As ideias do Iluminismo se difundiram rapidamente. Na Alemanha, Immanuel Kant, Johann Gottlieb Fichte (1762-1814), Georg Wilhelm...
    9779 Palavras 40 Páginas
  • Hobbes e Locke
    vontade geral, sendo, portanto, o povo e o grande legislador responsáveis pela execução dessa tarefa. Ao descrever a figura do grande legislador, Rousseau abre espaço para uma série de contradições. Em linhas gerais, podemos defini-lo como o intérprete da vontade geral e responsável pela organização e...
    2874 Palavras 12 Páginas
  • Maquiavel, Jhon Locke, Thomas Hobbes e J. J. Rosseau
    criança de acordo com a Natureza, desenvolvendo progressivamente seus sentidos e a razão com vistas à liberdade e à capacidade de julgar1 Aqui entra suas ideias de contrato social e da Vontade Geral. O homem é livre, e é proibido renunciar a essa liberdade. Mas Rousseau prega que a família e as...
    904 Palavras 4 Páginas
  • O Estado Constitucional de Direito e a Segurança dos Direitos do Homem
    a obra de Rousseau, lei não é admitida se não houver interesse geral. Essa concepção prevaleceu no limiar da Revolução Francesa, longe se está do voluntarismo, onde depois foi deduzida pela formula de Rousseau que dizia que a lei era a expressão da vontade geral. No sentido vonluntarista, não se...
    1351 Palavras 6 Páginas
  • Vida e Obra
    de um novo homem e de uma nova sociedade, seria preciso educar a criança de acordo com a Natureza, desenvolvendo progressivamente seus sentidos e a razão com vistas à liberdade e à capacidade de julgar. Rousseau não conheceu a mãe, pois ela morreu de infeção puerperal nove dias depois do parto...
    3537 Palavras 15 Páginas
  • ANTROPOLOGIA
    do papel do Estado, mas passa a apontar também possíveis riscos da sua instituição. O pensador avaliava que da mesma forma como um indivíduo poderia tentar fazer prevalecer sua vontade sobre a vontade coletiva, assim também o Estado poderia subjugar a vontade geral. Dessa forma, se o Estado tinha...
    2028 Palavras 9 Páginas
  • Evolução Histórico-Política da Tutela da Pessoa Humana
    vontade de todos. Efectivamente, Rousseau distingue-as claramente. A vontade geral "não olha a outra coisa que não seja o bem comum", enquanto a vontade de todos "olha ao interesse privado e não é mais do que uma soma de vontades particulares".8 6 id. ibidem (7) O contrato reduzir-se-ia...
    14768 Palavras 60 Páginas
  • Poder, força, estado
    maioria, referenciada no final da citação de Locke, é também apreciada por Rousseau e por ele denominada “vontade geral”: “Enquanto muitos homens reunidos se consideram um único corpo, eles não têm senão uma única vontade que se liga à conservação comum e ao bem estar geral” . Daí advém a idéia de...
    1570 Palavras 7 Páginas
  • Ciencia política
    exprime numa vontade geral, a única autêntica, captada diretamente da relação individuo-Estado, sem nenhuma interposição ou desvirtuamento por parte dos interesses representados nos grupos sociais interpostos. 4)Explique a concepção de Estado segundo Max Weber. -”Uma relação de homens que dominam...
    293 Palavras 2 Páginas
  • Filosofia
    , não tendo que sofrer por leis que são impostas por outros acima dele. Por isso disse que “o homem nasce livre, mas por toda parte encontra-se aprisionado”. Logo, a vontade geral desempenha papel fundamental na relação entre o Estado e a sociedade, colocando o primeiro como submisso ao segundo. É...
    1977 Palavras 8 Páginas
  • kasnknsksa
    homens governam-se a si e desconhecem um superior comum que decida pelo bem coletivo. Todos são juízes de si, e assim são também a união particular que forma o cerne coletivo. Logo, cada um de nós evidencia em comum sua pessoa e sua autoridade, a comando da vontade geral. Recebe-se cada membro em sua...
    1551 Palavras 7 Páginas
  • Sociedade e Estado - Dalmo de Abreu Dalari
    vontade própria, contrária até à vontade geral que tem como cidadão. Entretanto, por ser a síntese das vontades de todos, a vontade geral é sempre reta e tende constantemente à utilidade pública. Entretanto, adverte ROUSSEAU: "Há, às vezes, diferença entre a vontade de todos e a vontade geral: esta...
    14436 Palavras 58 Páginas
  • Ética e Cidadania
     sentidos. A filosofia da mente de Locke é freqüentemente citada como a origem das concepções modernas de identidade e do "Eu’’. O conceito de identidade pessoal, seus conceitos e questionamentos figuraram com destaque na obra de filósofos posteriores, como David Hume, Rousseau e Kant. Locke foi o primeiro...
    1743 Palavras 7 Páginas