• resenha; Educação em um mundo Pós- Moderno
    -modernismo é difícil de ser definido e foi na metade dos anos 60, com novas publicações críticas reformulando o panorama cultural do Ocidente, que se passou a pensar o mundo como pós-moderno. Questionando a noção de progresso por meio do avanço da ciência, no qual está pautado o modernismo, muda-se para um...
    1121 Palavras 5 Páginas
  • Plano língua portuguesa
    Romantismo- poesia e prosa Realismo/ Naturalismo Simbolismo Parnasianismo Textos de planificação (foco: escrita) tira em quadrinhos Texto literário (foco:leitura) A prosa e a poesia moderna Texto argumentativo (foco: leitura e escrita) resenha crítica Texto informativo (foco: leitura e...
    1588 Palavras 7 Páginas
  • Formação da literatura brasileira
    UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSOS DE LETRAS PROF: DINO CAVALCANTE MÁRCIA MIRANDA DE SOUSA Resenha crítica do livro de Antônio Candido: Formação da Literatura Brasileira Quinta edição, 2º volume (1836-1880). O surgimento do...
    3982 Palavras 16 Páginas
  • Literatura
    e alma, acaba por levá-lo a um final trágico, sendo condenado à morte pelas próprias forças políticas que apoiava. Assim, aquele que tanto sonhara com um Brasil melhor é derrotado em seus ideais. Considerado pela crítica literária o principal expoente do Pré-Modernismo brasileiro, a narrativa foi...
    9935 Palavras 40 Páginas
  • Semana de arte moderna semana de arte moderna
    Modernismo, a convergência de elementos que sinalizam a emergência do surrealismo que estão na pintura de Ismael Nery e de Tarsila do Amaral na sua fase mais radical da antropofagia, além de Vicente do Rêgo Monteiro. É interessante observar que a disciplina e a ordem da composição cubista constituem...
    16466 Palavras 66 Páginas
  • resenha crítica arquitetura contemporânea
     UNIFAVIP Caruaru, Fevereiro de 2014. RESENHA CRÍTICA Disciplina de Arquitetura Contemporânea Docente: Ariadne Paulo Silva Estudantes: Anna Gabrielly e Marianna Correia 7° período – 2014.1 RESENHA CRÍTICA DO TEXTO ‘ARQUITETURA MODERNA E...
    365 Palavras 2 Páginas
  • Teoria do Currículo
    , heterossexual, machista, racista etc.? Tratando-se de pós-modernismo/estruturalismo, podemos dizer que eles possuem uma vertente crítica e outra conservadora, esta última um sustentáculo ideológico do capitalismo globalizado. Ambas se fazem presentes na Educação Física brasileira. Basta ver as pesquisas e...
    9467 Palavras 38 Páginas
  • autores modernistas
    ?..." Morrer mais completamente ainda, - Sem deixar sequer esse nome. RESENHA CRÍTICA No século XX a literatura passava por uma grande mudança, o Modernismo. Nessa época os autores adotaram técnicas bem especificas que nunca tinham sido utilizadas. Alguns autores fizeram carreira renomada nessa...
    3951 Palavras 16 Páginas
  • pós modernismo
    currículo”, de Tomaz Tadeu da Silva, precisamente os que levam os títulos “O fim das metanarrativas: o pós-modernismo”; e o outro: “A crítica pós-estruturalista do currículo” na pequena, mas excelente, obra de Michael Peters: Pós-estruturalismo e filosofia da diferença.. A segunda parte do artigo também...
    5288 Palavras 22 Páginas
  • Professora
    TRAJETÓRIA POÉTICA DE EMÍLIO MOURA: MODERNISMO E DIÁLOGO COM A TRADIÇÃO Viviana Pereira Silva- mestranda Unimontes RESUMO: Emílio Moura foi um dos nomes mais significativos do movimento renovador da literatura em Minas Gerais. Entretanto, a crítica encontra dificuldades em...
    3272 Palavras 14 Páginas
  • Estudos
    modernizador (p. 116). O autor apresenta uma ampla exposição sobre o papel de alguns artistas/literatos, como Paz e Borges, acerca de suas críticas à modernização latino-americana, na figura da ação do Estado, e seu apego ao modernismo como forma de resgate de uma formação “nacional”. Visível...
    3792 Palavras 16 Páginas
  • Semana de arte moderna
    Homem Amarelo".  Mas a mudança de opinião do escritor paulista não seria acompanhada por outro grande nome da crítica e literatura brasileiras: Monteiro Lobato. Especialmente irritado com a obra da precursora do modernismo, Lobato publicou um artigo que se tornaria célebre: "Paranóia ou Mistificação...
    8720 Palavras 35 Páginas
  • esaú e jacó
    psicanalíticas na crítica literária dos anos 30 e dos anos 40, passando pelo feminismo na década de 1970 até sociológicas da década de 1980, e adiante. Creditado como um precursor do Modernismo3 e de ideias posteriormente escritas por Sigmund Freud,4 o livro influenciou os escritores John Barth...
    2092 Palavras 9 Páginas
  • Resenha do texto Modernismo Revisitado
    Modernismo Revisitado Eduardo Jardim de Moraes Resenha O autor de “Modernismo Revisitado” (In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro: FGV/CPDOC, 1988. V.1, n.2.), Eduardo Jardim de Moraes, é professor de filosofia na PUC-Rio. Fez mestrado na PUC, doutorado na UFRJ e pósdoutorado fora do país...
    718 Palavras 3 Páginas
  • DIÁLOGO MARIO E BANDEIRA
    permanecer após a fase destrutiva do movimento modernista: “Quando foi pra destruir, tempo em que Mário de Andrade em caricatura de Nássara (1934) ○ Manuel Bandeira em caricatura de Foujita (1932) ○ “A sinceridade sem vergonha que o modernismo às vezes usou é um erro. Daí aquela minha...
    4720 Palavras 19 Páginas
  • Resenha de texto tomaz t silva - curriculo.pdf
    conceitos e definições que elas enfatizam. A presente resenha foi elaborada pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Sociologia e Teoria Crítica do Currículo mantido pela FEF/UFG, como atividade de encerramento do seu primeiro módulo de estudos. ** Acadêmicos de Educação Física da FEF/UFG...
    4252 Palavras 18 Páginas
  • Realismo-Naturalismo
    Realismo/Naturalismo Questionamento literário 1. Cite alguns fatores históricos ligados ao realismo. O Realismo reflete as profundas transformações econômicas, políticas, sociais e culturais da segunda metade do século XIX. A Revolução Industrial iniciada no século XVIII entra numa nova fase...
    2092 Palavras 9 Páginas
  • Resenha teoria da história
    . No capitulo VII os autores apresentam reflexões sobre o pós-modernismo. Os autores apresentam dois pensamentos, o de Perry Anderson e Lyolard e mostram o pós-modernismo como um rompimento com as metanarrativas, também uma critica aos sujeitos universais, a descentralização...
    854 Palavras 4 Páginas
  • Apologia da história
    Drummund de Andrade (1902-1987), poeta mineiro da segunda fase do modernismo. Continuando, para Bloch, o passado é um dado que não mais se modificará, “mas o conhecimento do passado é uma coisa em progresso, que incessantemente se transforma e aperfeiçoa”12. Ora, se o passado não muda, então não...
    3707 Palavras 15 Páginas
  • Clássico e Romântico
    Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Curso de Arquitetura e Urbanismo História da Arquitetura II Professora: Isabela Ferrante Aluno: Adriel Augusto Queiroz RESENHA – CLÁSSICO E ROMÂNTICO ARGAN, Giulio Carlo. Clássico e Romântico. In: Arte Moderna. Tradução de Denise...
    2114 Palavras 9 Páginas