• “Desculpa esfarrapada: o falso e o hiper-real”
    entre Kant, Schopenhauer e Constant e alguns conceitos schopenhauerianos (2006) Disponível em Acesso em 19 novembro.2011. HANNAH ARENDT, Verdade da política entre o passado e o futuro: oito exercícios no pensamento político, New York, The Viking Press, 1968. HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do...
    7035 Palavras 29 Páginas
  • Professora
    , nenhuma brota de uma essencial tão disposição racional, a recordação do passado e a idiossincrática que não possa ou não deva previsão do futuro, a consciência da morte, o misturar-se com outras, sofrer o contágio de sentido do humor etc... em resumo, aquilo que outras. Esse contágio...
    10054 Palavras 41 Páginas
  • Hanna arendt
    desagradava) interessada em particular no fenômeno do pensamento e no modo como ele opera em “tempos sombrios”, Arendt não poderia deixar de se ocupar do ensino. A pensadora abordou o assunto em dois textos, A Crise na Educação (incluído no livro Entre o Passado e o Futuro) e, mais indiretamente...
    1346 Palavras 6 Páginas
  • Resenha: hannah, arendt. entre o passado e o futuro
    Aluna: Rafaella de Melo Gomes Resenha: HANNAH, Arendt. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Editora Perspectiva, 1972. Arendt compreendia o político antes de tudo como resultado do amor ao mundo. Assim como via na ação a única forma de se fazer política neste mundo. O que move...
    500 Palavras 2 Páginas
  • Análise dos aspectos jurídico-históricos da justiça de transição: reparação e anistia no estado democrático brasileiro
    AMADO, Juan Antonio Garcia. A lista de Schindler: sobre abismos que o direito dificilmente. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2009. ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2006. BARBOSA, Júlio César Tadeu. O que é justiça. 4. ed. São Paulo: Editora...
    23203 Palavras 93 Páginas
  • Educação continuada
    mundo.Em resumo ela mostra em sua analise ,após a Conferência Mundial de Educação para Todos de 1990,que as tentativas para implantar um sistema de aprendizagem para todos independente da idade,foram gradativamente restringindo e traduzidas de forma muito empobrecida nas políticas de reforma...
    4498 Palavras 18 Páginas
  • Dignidade da pessoa humana
    par incrivelmente alto e incrivelmente pontudo de sandálias prata Jimmy Choo. Ela só tinha usado uma vez, para o baile do ano passado, Mike tinha achado elas tão sexys que ele até mesmo tinha feito ela usá-las no pós-festa com seus jeans. Hanna calçou-as e analisou-as de frente e de trás. Elas...
    73355 Palavras 294 Páginas
  • Filósofos contemporâneos
    ”, Arendt não poderia deixar de se ocupar do ensino. A pensadora abordou o assunto em dois textos, A Crise na Educação (incluído no livro Entre o Passado e o Futuro) e, mais indiretamente, Reflexões sobre Little Rock, escritos em 1958 e 1959 respectivamente. Na época, as salas de aula nos Estados...
    2545 Palavras 11 Páginas
  • VIOLENCIA SIMBOLICA NA ESCOLA/BULLYING
    escolar e a crise da autoridade docente. In caderno CEDES, Campinas, vol 19, nº 47, dez 1988. Disponível em http://www.scielo.br. Acesso em 22 de julho 2008. ARENDT, Hannah.Crise na Educação In: Entre o Passado e o Futuro. São Paulo, perspectivas, 1979. BAUMAN, Zygmunt. Tempos líquidos. Rio de...
    5536 Palavras 23 Páginas
  • Crise na educação
    “sociedade de massas” que prioriza as atividades do trabalho e do consumo; que deseja a novidade pela novidade, orientando-se apenas pelo futuro imediato; e que nada quer conservar do passado, consumando-se aí a perda da autoridade e da tradição. No campo da educação, sobretudo conhecida por um pequeno...
    940 Palavras 4 Páginas
  • Azanha
    livre ou se qualificam como livres os cidadãos do Estado em que essa constituição vigora, mas com isso apenas se quer significar que não são escravos de ninguém”. Jaeger, W. Paidéia, Trad. de Artur M. Parreira, Editora Herder, São Paulo, p. 510-511. 27. Arendt, H. Entre o passado e o futuro...
    6746 Palavras 27 Páginas
  • O kitsch
    musical. O kitsch veio para ficar por tempo indeterminado. Passou a ser considerado cult e chic, ao mesmo tempo em que é uma panacéia para os problemas sócio-econômicos e culturais da sociedade de consumo. BIBLIOGRAFIA ARENDT, H .(2003). Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva. BENJAMIN...
    5194 Palavras 21 Páginas
  • Hannah Arendt e os Direitos Humanos
    de então a confrontar-se com o passado a fim de liberar as categorias políticas que permitissem compreender o que é a política e quais as alternativas no presente e no futuro, por isso que seus textos estão repletos de referencias da antiguidade greco-romana. O retorno arentiano ao passado é muitas...
    5610 Palavras 23 Páginas
  • MEMÓRIA GUSTATIVA E IDENTIDADESDE PROUST À COZINHA CONTEMPORÂNEA
    experiências vividas para compreender as sensações do presente. O presente, nesse sentido, é posto como um ponto móvel determinado pela relação passado-futuro. A filósofa Hannah Arendt, tratando da ruptura entre passado e presente, faz considerações sobre a posição de presente na história, o qual se...
    4610 Palavras 19 Páginas
  • Pedagogia empresarial
    desconhecimento. Muitas coisas separam antropólogos e educadores, mas muitas outras os une. Neste texto, busca-se ressaltar o que há de comum e de diferente em ambas as áreas com base na existência de um diálogo do passado que possibilite um diálogo futuro. Considera-se assim, a possibilidade de...
    10744 Palavras 43 Páginas
  • Estudante
    elaboração de listas com os nomes dos judeus, retiravam todos seus bens, os agrupavam em guetos, escolhiam quais seriam enviados para os campos de concentração de trabalho e de extermínio além de supervisionarem eles nos locais onde trabalhavam. E segundo Hanna Arendt se não fosse a atuação dessas...
    1986 Palavras 8 Páginas
  • Resenha, o leitor
    adolescente Michael Berg (David Kross) se envolve, por acaso, com Hanna Schmitz (Kate Winslet), uma mulher que tem o dobro de sua idade. Apesar das diferenças de classe, os dois se apaixonam e vivem uma bonita história de amor. Até que um dia Hanna desaparece misteriosamente. Oito anos se passam e Berg...
    480 Palavras 2 Páginas
  • liberdade
    ser humano vai ou não-pecar. E se o livrearbítrio é um dom de Deus, nem Ele pode interferir nessa escolha. O máximo que pode fazer é esperar que o ser humano O busque. Por outro lado, a onisciência divina significa que Ele sabe de tudo que ocorreu no passado, neste exato instante e no futuro...
    5811 Palavras 24 Páginas
  • Discurso politico
    discurso político (bem como todo tipo de discurso) não tem sentido fora da ação, e que a ação busca, para o sujeito político (mas também para todo sujeito), o exercício de um poder. Em seu livro A condição do homem moderno a filósofa Hanna Arendt diz que uma ação silenciosa não seria mais ação porque...
    5310 Palavras 22 Páginas
  • Conceito Moderno de Revolução
    . Referências Bibliográficas: ARENDT, H., Da Revolução, São Paulo, Editora Ática & UnB, 1990. 2° ed. BERMAN, Marshall, Tudo que é sólido desmancha no ar. A aventura da modernidade. Cia. das Letras. BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de política. 11° ed. Brasília: UnB, 1998. KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado. Uma contribuição à semântica dos tempos históricos. RJ: Ed. PUC – Rio; Contraponto, 2006. ...
    2139 Palavras 9 Páginas