O ser humano sob a perspectiva do logos grego

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2259 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O ser humano sob a perspectiva do logos grego
Fúlvio Barreira Vicente Santos


A antropologia filosófica é uma reflexão crítica e racional que busca entender o ser humano em seus fundamentos e sua ligação como o todo, com o cosmos.
Esse tipo de reflexão não é um privilégio da contemporaneidade ou da modernidade, pois os gregos, ainda na antiguidade, formularam discussõessistematizadas acerca do homem e são elas que servem de base para todas as reflexões que permanecem até hoje.
São os gregos que inauguram uma nova forma de pensar. Para eles a verdade só pode ser conhecida por meio do logos, a faculdade orientadora que liberta dos preconceitos míticos, dos dogmas, das aparências e possibilita a libertação e controle dos apetites que o ser humano tem em comum com asanimais e assim diferenciando-os. Antes que começassem a olhar o mundo nessa nova perspectiva, no período conhecido como arcaico, as explicações para os fenômenos eram baseadas nas crenças enraizadas nas narrações mitológicas e na existência de entidades divinas, os deuses, sob os quais o homem estava em total submissão por acreditar que eles tinham o poder de interferir no destino de acordo aprópria vontade; acreditava-se que as forças da natureza estavam ligadas a esses deuses e que dessa forma governavam a vida humana. Mas acontece algo que modifica o rumo das coisas: o homem grego começa a olhar para sua realidade de forma mais profunda, superando as impressões imediatas das coisas, buscando uma explicação clara e palpável. Assim, as explicações míticas dão lugar às explicaçõesracionais.
Já com os filósofos da physis ou naturalistas - os primeiros a refletir racionalmente - aparece a preocupação em identificar o papel do homem no cosmos (no mundo), horizonte de contemplação e objeto da filosofia naturalista. Eles concebem o homem como o ser capaz de modificar, trabalhar e organizar o cosmos de acordo a própria necessidade e/ou conveniência, respeitando e se submetendoàs leis da natureza.
Os sofistas mudam o eixo da reflexão filosófica para o homem, que deixa de ser compreendido em relação ao cosmos e regido por leis da natureza, como defendiam os naturalistas. Com os sofistas, o ser humano passa a ser compreendido em relação à cultura, da qual ele é sujeito, sendo ela resultado da construção de uma linguagem comum e da interação entre os homens(facilitada pelo aparecimento da linguagem). Eles foram os primeiros a questionar sobre o que é da natureza do homem e o que é convenção, e propõem o problema da educação: É possível ensinar algo a alguém ou só é possível extrair dele algo que ele já tem/sabe? O logos leva o homem a se questionar e a julgar o valor e a importância das coisas.
Juntos, naturalistas e sofistas, formam um grupo defilósofos chamados de pré-socráticos. Eles dão uma contribuição bastante relevante para a reflexão antropológica: a concepção do ser humano como zôon logikón, ou seja, animal dotado de logos, ser capaz de julgar, modificar e construir sua realidade de acordo as suas carências e suas conveniências.
Sócrates é ainda mais ousado ao afirmar que o ser humano possui uma estrutura interior onde residemo logos e as virtudes; essa estrutura é conhecida como alma. E ele ainda vai mais além ao conjecturar que o conhecimento é inato. Sócrates acreditava que a verdade ou conceito estão na alma assim como no ventre de uma gestante, apenas esperando pelo parto. Assim, a alma é a perfeição do ser humano, a sua essência e principalmente a consciência moral que dita sua forma de conduta. Mas então como ohomem pode errar se ele já conhece todas as coisas? Por não conhecer a si mesmo. Veja bem, apesar de o homem ter o conhecimento de tudo desde seu nascimento, ele ainda está meio que obscuro, inacessível, e só poder se tornar claro e acessível por meio do diálogo - que é como o logos se concretiza - o choque entre dois logos provocado por uma discussão, direcionando-os a um exame da alma e...
tracking img