O santo e a porca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Santo e a Porca é uma peça teatral, do gênero comédia, escrita pelo escritor Ariano Suassuna em 1957, abordando o tema da avareza. É uma comédia em três atos. Aproxima-se da literatura de cordel e dos folguedos populares do Nordeste. Na trama, Suassuna narra a história de um velho avarento conhecido por Euricão Árabe. Ele é devoto de Santo Antônio e esconde em sua casa uma porca cheia dedinheiro. Muito divertida, a história mistura o religioso e o profano.

Apesar de engraçado, o texto tem um fundo filosófico, o que não pode passar despercebido. O texto não se sustenta só com o riso, mas sobretudo pela visão crítica. Suassuna utiliza uma trama muito simples para tratar de algo mais complexo, como a relação do mundo material com o espiritual. O leitor deve perceber que o comportamentode Euricão lembra muito os conflitos barrocos de ordem religiosa. No entanto, esse conflito, inerente ao ser humano, chama atenção pelo fato de o personagem não desfrutar de sua riqueza.

Existe uma semelhança da personagem Caroba com Chicó, da obra O Auto da Compadecida. São dois miseráveis que vivem na astúcia, na inteligência e nas 'manobras' uma poderosa artimanha de sobrevivência. Deve-seatentar também para a busca da resposta de Euricão para a pergunta que faz ao constatar que o dinheiro que sempre guardou não vale mais nada:- Um golpe do acaso abriu meus olhos (...). Que quer dizer isso, Santo Antônio? Será que só você tem a resposta?. Ou seja, ou ele evolui e percebe que o dinheiro serve apenas como um 'meio' e não um 'fim', ou então regredirá mais ainda e jamais entenderá oque aconteceu, vivendo eternamente uma ilusão. Esse é o momento em que ele terá que escolher entre o discernimento e a loucura; entre o permanente e o efêmero.

Segundo o autor, O Santo e a Porca não é uma obra original sua, mas sim uma adaptação de Plauto, escritor latino do período antes de Cristo. Na peça Aululária, o protagonista é "Euclião", que encontra uma panela de ouro deixada por seuavô. Esse 'achado' aliado ao casamento de sua filha com um velho rico origina o mote central de um texto ágil cheio de encontros, desencontros e ambiguidades'. Suassuna adaptou o texto de Plauto, mas desenvolveu uma releitura dentro do contexto nordestino da literatura de cordel e criou uma trama mais complicada".

O Santo e a Porca é um texto escrito para teatro bastante fácil, mas é precisoprestar atenção nas rubricas (indicações entre parênteses). Elas acabam fazendo o papel do narrador e dão o 'tom' da cena.

Personagens

As personagens estão intimamente ligadas ao enredo, e vice-versa. Estas são as duas forças principais que regem um texto dramático. São elas:

Euricão - "Engole Cobra", Eurico Árabe; é o protagonista da peça; é pai de Margarida e irmão de Benona; personagemavarento.

Porca - Oposição do profano frente ao religioso (Sto. Antônio); é o objeto de cobiça; representa a avareza de Euricão, um dos 7 pecados capitais.

Santo Antônio - santo casamenteiro, "achador" e popular; santo de devoção de Euricão; representação do sagrado e da fé.

Margarida - "flor bucólica"; filha de Euricão (a filha é o patrimônio do pai, é noiva de Dodó; personagem quedesencadeia dois pólos de interesse: material (Euricão) e sentimental (Eudoro e Dodó).

Benona - alusão à personagem de Plauto, Eunomia do grego EUNOMÍA (ordem bem regulada); é irmã de Euricão, ex-noiva de Eudoro; representa os pudores e os recatos.

Caroba - "árvore grande e forte"; empregada de Euricão; é a personagem que desenvolve toda a rede de intrigas que envolve os casamentos.

Pinhão - "frutorústico"; empregado de Eudoro; é noivo de Caroba; representa a busca da liberdade.

Eudoro - "EÚDOROS"- composto por “eú” (bom,bem) e de “dôron” (o generoso); pai de Dodó; é ex-noivo de Benona e pretendente de Margarida; representa a burguesia.

Dodó - redução do nome Eudoro (indica a submissão do filho ao pai); é o filho de Eudoro; noivo de Margarida.

Nessa obra, podemos observar a...
tracking img