O que significa ser europeu? o desemprego na europa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2405 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“O que significa ser Europeu?”



O desemprego na Europa

O desemprego assombra a zona Euro. Em toda a Europa, os números são assustadores. Milhões estão sem trabalho. As economias começam a parar. As medidas de austeridade impostas pelos governos da zona do euro sufocam a produção, a indústria, os serviços.

Por exemplo, o Primeiro-Ministro da Itália, Mario Monti, assumiu um tom crítico.Segundo ele, a Europa, que está a investir muita energia em criar instituições e não está a conseguir conduzir bem o processo para voltar a crescer. Os dados da agência Eurostat confirmaram o aumento da depressão económica do continente.

São os trabalhadores as grandes vítimas da crise europeia. Ao todo, 17 milhões de pessoas estão desempregadas na zona do Euro. É como se a população inteirada Holanda não tivesse trabalho. É o maior índice europeu dos últimos 15 anos, registado apenas em 1997.

A Espanha tem o pior quadro. Praticamente um quarto da população está fora do mercado de trabalho e a situação é ainda mais dramática entre os jovens: metade não consegue arranjar emprego. Em seguida, vem a Grécia, onde mais de um quinto da população continua em busca de trabalho.

Poucospaíses saem ilesos desta crise. A Alemanha, o país mais rico da Europa, tem uma das taxas de desemprego mais baixas. A previsão dos economistas é de que a situação continue piorando, e o desemprego atinja os 11%.

As repercussões amargas vêm de líderes políticos e sindicais, que afirmaram que a política económica conservadora da Europa não funciona e que os objetivos financeiros dos 17 países doEuro são irreais e incompatíveis com o desenvolvimento.

Surgem assim inúmeros protestos na Grécia e em Portugal, e convocações para a mobilização geral em Espanha contra a reforma trabalhista.
Em Portugal, centenas de pessoas provenientes de diversos lugares do país já protestaram igualmente contra as medidas de austeridade previstas no plano de ajuda internacional estabelecido para o país."Não à exploração, não às desigualdades, não ao empobrecimento", "Outra política é possível e necessária", estava escrito nos cartazes exibidos pelos manifestantes, que gritavam: "A luta continua!".
"Meu poder de compra caiu, os jovens estão desempregados, as empresas fecham uma atrás da outra. Não vejo saída", disse um desempregado de Lisboa.
"Estou desempregado há três anos. Hoje devo viver comum subsídio de 419 euros e pagar uma renda de 150. É insuportável", declarou por sua vez uma ex-operária de uma empresa têxtil da região de Guimarães.
Estes são relatos da manifestação que ocorreu poucos dias antes da terceira missão trimestral da "Troika" (UE, BCE e FMI), que representa os credores de Portugal, encarregada de avaliar a execução do plano de ajuda financeira por um montante de 78biliões de dólares, fechado em maio.
Em troca dessa ajuda, Portugal comprometeu-se a aplicar um programa de rigor e reformas em três anos para salvar as finanças públicas e aumentar a competitividade da sua Economia.
No outro extremo do continente, a Grécia vive também dias de greve geral contra o plano de austeridade exigido pela União Europeia e aprovado pelo governo grego a meio de uma crisepolítica.
A taxa de desemprego na zona euro atingiu os 8,9% em Março, o valor mais elevado desde 2005, anunciou o Eurostat. Na UE a 27 há agora mais de 20 milhões de desempregados.
Segundo as estimativas do Gabinete Europeu de Estatística (Eurostat), em Março um total de 20,15 milhões de pessoas estavam desempregadas na União Europeia, enquanto que só na zona Euro existiam 14,15 milhões dehomens e mulheres sem emprego.
A mesma fonte precisa que, em Fevereiro, o número de desempregados disparou em 626 mil na União Europeia, dos quais 419 mil na zona Euro.
Deste modo, a taxa de desemprego na União Europeia a 27 subiu para os 8,3% em Março, enquanto aumentou para 8,9% na zona Euro, acima do esperado pelos analistas.
No espaço de um ano, o número de desempregados aumentou em quatro...
tracking img