O poder de tributar e a competência tributária do estado. diferenças e possibilidade/limite a delegação desta competência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1276 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA

O poder tributário pode ser repartido entre as diversas pessoas de direito público, as quais ficam com competência tributária. Trata-se de uma parcela de poder tributário atribuída à pessoa jurídica de direito público, que lhe dá a possibilidade de criar o tributo.

A competência tributária compreende uma competência legislativa plena. Diante do princípio da legalidadetributária, que admite a criação de tributos somente através da lei – vemos, portanto, que a competência tributária acha-se ligada à criação do tributo.

A competência tributária pode ser:
a) Competência Tributária Privativa: ocorre quando a entidade política que recebe o poder de decretar determinado tributo é uma única, não se admitindo que outra entidade política atinja tal área, ficandocom competência idêntica. Ex: Caso da União diante do IPI.

b) Competência Tributária Comum: ocorre quando duas ou mais entidades políticas recebem poderes para decretar um mesmo tributo. É o caso do Estado e Município diante do imposto sobre a circulação de combustíveis líquidos e gasosos.

c) Competência Tributária Residual: ocorre quando determinada entidade política fica com o poder dedecretar outros tributos, diferentes dos previstos. É o caso da União, que tem competência para decretar “outros impostos”, diferentes dos que constam na Constituição.

COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA
E
CAPACIDADE TRIBUTÁRIA ATIVA

A competência tributária, em síntese, é uma das parcelas entre as prerrogativas ( legiferantes ) de que são portadoras as pessoas políticas, consubstanciada na possibilidadede legislar para a produção de normas jurídicas sobre tributos.

A capacidade tributária ativa é a capacidade de administrar, fiscalizar e arrecadar um tributo, é exercida por aquele a quem a lei atribuiu legitimidade para ser sujeito ativo da relação de tributação.

A competência tributária se esgota com a instituição do tributo e é indelegável. A competência tributária é intransferível, acapacidade tributária ativa é transferível, podendo ser atribuída a outra pessoa jurídica de direito público ou privado a titularidade para a administração, fiscalização e a cobrança do tributo ( parafiscalidade ). A delegação depende de lei.

A simples função de arrecadar o tributo pode ser atribuída a pessoa jurídica de direito público ou privado.

A COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA
E O
ESTADO DESUJEIÇÃO DOS CONTRIBUINTES

A competência tributária faz nascer para os virtuais contribuintes, um estado genérico de sujeição, não permitindo qualquer forma de afastamento da sujeição tributária.
A pessoa política, titular da competência tributária, tem o direito de obrigar a terceiros, mesmo sem o consentimento, a lhe pagarem tributos.

OS TITULARES DA COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA

Têm competênciatributária no Brasil, as pessoas políticas, ou seja, a União, os Estados,os Municípios e o Distrito Federal. Apenas o legislativo é credenciado para criar tributos.

Destaca-se que a União, os Estados, os Municípios e o Distrito Federal receberam, da Constituição, competências para instituir, em caráter privativo (cada pessoa política detém um campo tributável próprio), todas as modalidades detributos (impostos, taxas e contribuição de melhoria).

A competência tributária no Brasil é um tema exclusivamente constitucional. Para as pessoas políticas, a Constituição indica o que podem, o que não podem e o que devem fazer em matéria tributária.
A competência tributária caracteriza-se pela : I- privatividade; II- indelegabilidade; III- incaducabilidade; IV- inalterabilidade; V-irrenunciabilidade; VI- facultatividade do exercício.
I- PRIVATIVIDADE

No Direito brasileiro, a União, os Estados, os Municípios e o Distrito Federal, no tocante à instituição de tributos gozam de privatividade ou de exclusividade. Todos têm faixas tributárias privativas.

As normas constitucionais que discriminam as competências tributárias encerram duplo comando:
1) habilitam a pessoa política...
tracking img