O objetivo de ensinar pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1642 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Lousa Sintonia
Deus _ _
|
|
|
|
Átomo _|_
Assunto Suicídio
Dados No ano passado (2002) morreram por suicídio mais de800.000 pessoas no Brasil...
Observação Desse jeito não vai acabar o vale dos suicidas tão cedo!
Contar Casos

Causas Quais as principais possibilidades para que aconteça um suicídio?
- Amor Possessivo;
- Amor Egoístico;
- Egocentrismo;
- Orgulho;
- Egoísmo;
- Depressão;
- Avareza (avarento);
- Inveja;
- Assistentes citam Exemplos...
Livro Céu e inferno São 9 casos citados no livro Céu eInferno
1) O Suicida da Samaritana
2) O Pai e o Conscrito
3) François-Simon Louvet
4) Mãe e filho
5) Duplo Suicídio – Por Amor e por Dever
6) Luis e a Respontadeira de Botinas
7) Um Ateu
8) Felicien
9) Antoine Bell

Explicações 1) O Suicida da Samaritana
A 7 de abril de 1858, pelas 7 horas da noite, um homem de cerca de 50 anos e decentemente trajado apresentou-se no estabelecimentoda Samaritana, de Paris, e mandou que lhe preparassem um banho. Decorridas cerca de 2 horas, o criado de serviço, admirado pelo silêncio do freguês, resolveu entrar no seu gabinete, a fim de verificar o que ocorria.
Deparou-se-lhe então um quadro horroroso: o infeliz degolara-se com uma navalha e todo o seu sangue misturava-se à água da banheira. E como a identidade do suicida não pôde seraveriguada, foi o cadáver removido para o necrotério.

Pergunta:
12. - Como é que a idéia do futuro não vos fez renunciar a um tal projeto?
R. Não acreditava nele, absolutamente. Era um desiludido. O futuro é a esperança.

13. - Que reflexões vos ocorreram ao sentirdes a extinção da vida?
R. Não refleti, senti... Mas a vida não se me extinguiu... minha alma está ligada ao corpo... Sinto osvermes a corroerem-me.

2) O Pai e o Conscrito
No começo da guerra da Itália, em l859, um negociante de Paris, pai de família, gozando de estima geral por parte dos seus vizinhos, tinha um filho que fora sorteado para o serviço militar. Impossibilitado de o eximir de tal serviço, ocorreu-lhe a idéia de suicidar-se a fim de o isentar do mesmo, como filho único de mulher viúva. Um ano mais tarde,foi evocado na Sociedade de Paris a pedido de pessoa que o conhecera, desejosa de certificar-se da sua sorte no mundo espiritual.

Pergunta:
10. - (A S. Luís.) - Podereis ministrar-nos a vossa apreciação sobre esse suicídio?
R. Este Espírito sofre justamente, pois lhe faltou a confiança em Deus, falta que é sempre punível. A punição seria maior e mais duradoura, se não houvera como atenuante omotivo louvável de evitar que o filho se expusesse à morte na guerra. Deus, que é justo e vê o fundo dos corações, não o pune senão de acordo com suas obras.

3) Mãe e filho
Em março de 1865, o Sr. M. C..., negociante em pequena cidade dos arredores de Paris, tinha em sua casa, gravemente enfermo, o mais velho dos seus filhos, que contava 21 anos de idade. Este moço, prevendo o desenlace, chamousua mãe e teve forças ainda para abraçá-la. Esta, vertendo copiosas lágrimas, disse-lhe: "Vai, meu filho, precede-me, que não tardarei a seguir-te." Dito isto, retirou-se, escondendo o rosto entre as mãos.
Mais tarde quando da morte do Rapaz, encontraram sua mãe enforcada... Suicidou-se.

Evocação da mãe. - R. Quero ver meu filho. Tendes o poder de dar-mo?
R. Cruéis!... Tomaram-no paralevá-lo à luz, e a mim me deixaram em trevas.

Pergunta:
Nota - A morte, mesmo pelo suicídio, não produziu neste Espírito a ilusão de se julgar ainda vivo. Ele apresenta-se consciente do seu estado: - é que para outros o castigo consiste naquela ilusão, pelos laços que os prendem ao corpo. Esta mulher quis deixar a Terra para seguir o filho na outra vida: era, pois, necessário que soubesse aí estar...
tracking img