O mulato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 387 (96747 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
eBooksBrasil
www.ebooksbrasil.com

O Mulato [1881] Aluísio Azevedo [1857-1913] Versão para eBook eBooksBrasil.com Fonte Digital Ministério da Cultura Fundação BIBLIOTECA NACIONAL Departamento Nacional do Livro www.bn.br [http://www.bn.br/bibvirtual/acervo/] Capa: Mercado de Escravos Rugendas Copyright: Domínio Público

Índice
Nota Informativa Maria Cristina Gioseffi O Autor O MULATOCapítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Capítulo 4 Capítulo 5 Capítulo 6 Capítulo 7 Capítulo 8 Capítulo 9 Capítulo 10 Capítulo 11 Capítulo 12 Capítulo 13 Capítulo 14 Capítulo 15 Capítulo 16 Capítulo 17 Capítulo 18 Capítulo 19

O MULATO
Aluísio de Azevedo

Nota Informativa
Aluísio Tancredo Gonçalves de Azevedo nasceu no Maranhão a 14 de abril de 1857, vindo a demonstrar muito cedo a vocação para asletras. Ainda jovem, lê muito, colabora nos jornais com versos e desenhos, ensina português. Aos 19 anos transfere-se para o Rio de Janeiro, onde seu irmão, Artur Azevedo, encontrava-se já cercado de grande êxito. Aluísio Azevedo chega ao Rio com o propósito de se aperfeiçoar em desenho e pintura; trabalha como caricaturista para vários jornais; estuda durante um ano na Escola de Belas-Artes e luta comgrande dificuldade na corte. Em 1879, com o falecimento do pai, retorna ao Maranhão. Entre 1880 e 1881, milita contra o clero e os jornais católicos na imprensa de São Luís principalmente nos periódicos A Pacotilha e O Pensador. Esta militância de certa forma influenciará a escritura da obra O mulato. Em O mulato, publicado no ano de 1881, Aluísio Azevedo deixa marcado, pela ambiência e cenárioda obra, o preconceito racial maranhense, além de demonstrar os abusos eclesiásticos que se escondiam, como por salvo-conduto, na batina e na suposta santidade de um homem por ter-se tornado um padre. O fato de retratar as contradições e intolerâncias maranhenses explica por que a obra foi recebida de maneira entusiástica pela crítica literária na corte e nas províncias e renegada no Maranhão. Omulato consagra também a escrita naturalista de Aluísio Azevedo, situando o autor como o maior representante deste estilo no Brasil. Pode-se dizer que a escrita naturalista impressa na obra inaugura uma nova fase para a literatura brasileira, libertando-a, como solução, dos impasses trazidos pelo Romantismo.

Ao ler o livro de Azevedo, exuberante pela crueza naturalista, pode-se sentir a dordesesperada de um homem cujo único desvio de caráter foi ter nascido mulato. Raimundo, homem culto e rico, formado na Europa e acostumado às liberdades e refinamentos que somente a vida instruída pode trazer, descobre, ao retornar à pátria, a impossibilidade de realizar uma paixão pelas amarras irremediáveis que as correntes sociais criaram diante da comprovação de sua ascendência negra: ele era filhode uma escrava! Raimundo tem, então, que suportar o peso da intolerância de uma sociedade em que o valor maior do ser humano era nascer branco... E nada do que fizesse ou alegasse faria mudar o preconceito entranhado naquelas pessoas. Diante de tão irremediável destino, resta ao autor entregar seu protagonista aos desígnios deterministas da marca naturalista... O cotejo desta obra baseou-se nasedições de 1973, publicada pela Ediouro (Clássicos brasileiros) e de 1975, editada pela Livraria Martins Editora S. A., INL (Instituto Nacional do Livro). Maria Cristina Gioseffi

O Autor
Aluísio Azevedo
NOME LITERÁRIO: AZEVEDO, Aluísio NOME COMPLETO: AZEVEDO, A. Tancredo Gonçalves de PSEUDÔNIMO: Pitribi; Luinho; Gerofle; Semicúpio dos Lampiões; Acropolio; Vitor Leal (assinava este junto comOlavo Bilac, Coelho Neto e Pardal Mallet); Rui Vaz; Aliz-Alaz; Asmodeu. NASCIMENTO: São Luiz, MA, 14 de abril de 1857. FALECIMENTO: Buenos Aires, Argentina, 21 de janeiro de 1913.

BIOGRAFIA:
Em 1875, trabalha como caixeiro. Nesta época colabora em jornais com versos e desenhos e ensina português. A convite do irmão, o comediógrafo Artur Azevedo, embarca para o Rio de Janeiro, trabalhando...
tracking img