O homem e a cultura

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
DEPARTAMENTO DE SAÚDE
CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

O homem e a cultura

Discente: Uhemerson Michael Santana Soares

Feira de Santana –BA
Maio de 2012
O Homem e a Cultura

A partir do titulo do texto de LEONTIEV, Alexis. “O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte, 1978”. Pode-se evidenciar que Leontiev objetivou-se emanalisar os fatores histórico-culturais que influenciaram no desenvolvimento da sociedade. Através da ciência progressiva, o pensamento do autor idealiza o homem como um ser social, “que tudo o que tem dehumano nele provém da sua vida em sociedade, no seio da cultura criada pela humanidade”. O objetivo é desconstruir as teorias e pensamentos do o homem como um ser de essência particular.
Leonvievafirma que “o homem não está evidentemente subtraído ao campo de ação das leis biológicas. O que é verdade é que as modificações biológicas hereditárias não determinam o desenvolvimento sócio-históricodo homem e da humanidade; este é doravante movido por outras forças que não as leis da variação e da hereditariedade biológicas”. Partindo da premissa de que cada geração começa a sua vida num mundode objetos e de fenômenos criado pelas gerações precedentes, o autor justifica a ideia do homem engajado de uma cultura e de um histórico de aperfeiçoamento da sua arte, tecnologia, da sua integridade.O autor desenvolve suas teorizações embasadas em outros pensadores como o Friedrich Engels que ajudaram solidificar suas ideias. E assim mostrando os diversos estágios que compõe a evolução daespécie humana, desde o estado selvagem, até o homem em sua civilização moderna, que servem de elemento explicativo para a sustentação da tese de que em determinado momento do processo evolutivo humano, osfatores biológicos, até então preponderantes na determinação da organização da vida primitiva, passam a ser subordinados às leis sócio-históricas.
A partir das teorias biológicas e das ideias do...
tracking img