O homem e seus defeitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Apostila 3




UNIDADE I – INTRODUÇÃO CONCEITUAL


ESCOLA EVOLUCIONISTA



A Ciência busca o conhecimento das leis naturais. Estas leis são universais e imutáveis. Descoberta uma lei, ela é sempre comprovada por novas experiências. Com o evolucionismo tal não se deu e não se dá. Nunca foi comprovado por fatos ou por experiências. Pior: os conceitos filosóficos têm apresentadodiferentes explicações, à medida que a Ciência progredia e refuta os seus erros. A única coisa que o evolucionismo comprovou é que ele é uma teoria em constante evolução. O que por si, põe em causa o carácter não científico, bem como a sua veracidade.
De qualquer modo que se entenda o que é uma espécie, ao afirmar que uma espécie deriva de outra, os evolucionistas tinham que explicar como isso acontecia.Desde o início, houve divergências a esse respeito entre os próprios evolucionistas, dando origem a várias correntes ou escolas.
No decorrer da sua história, o Evolucionismo apresentou as seguintes correntes:


1. – Jean-Baptiste Lamarck (1744-1829)


Para Lamarck, os seres vivos derivariam uns dos outros pela obediência a duas leis:
1ª. A lei dos caracteres adquiridos; e
2ª. A lei dainfluência do meio e do modo de vida
Lamarck escreveu duas obras a defender a sua teoria: “Filosofia Zoológica” e “História Natural dos Invertebrados”.
Segundo Lamarck, o ambiente em que vivem os animais e o seu modo de vida influiriam neles de modo a adaptá-los cada vez mais e melhor às novas condições. As mudanças paulatinas adquiridas na vida de um animal seriam transmitidas aos seusdescendentes: lei dos caracteres adquiridos.
Na realidade, para Lamarck, as circunstâncias ambientais serviriam para desencadear forças inerentes a um organismo, para fazê-lo mudar. Por isso, o Lamarckismo merece, de fato, o nome de evolucionismo, pois pretende que princípios inerentes ao ser vivo são os causadores da sua mudança.
Como prova da sua teoria, Lamarck apresentava a teoria de existirem, emseres vivos, alguns órgãos atrofiados “por falta de uso”, enquanto outros órgãos se desenvolviam mais pelo uso exagerado dos mesmos.
Exemplo típico e famoso dado pela escola Lamarckista como excesso de uso é: o do pescoço da girafa. Segundo Lamarck, a girafa, não encontrando alimento suficiente na superfície do solo, começou a procurá-lo no alto das árvores. Sendo obrigada, a esticar cada vezmais o seu pescoço. Deste modo, os seus filhotes começaram a nascer com um pescoço cada vez maior. A pobre da girafa, teve que desenvolver o seu enorme pescoço para mais facilmente se alimentar dos  tenros e altos brotos das árvores, quanto mais crescia o seu pescoço, mais difícil lhe ficava beber água. O dilema da Girafa foi; escolher entre esticar o pescoço para comer, ou encolhê-lo, para maisfacilmente beber.


2. – Charles Darwin (1809 - 1882)

Para Darwin, a evolução ter-se-ia dado pela seleção natural, através da luta pela existência. Ao contrário do que afirmava Lamarck, para Darwin, a causa da transformação de uma espécie em outra seria inteiramente extrínseca ao seu organismo. A luta pela sobrevivência é que seria o verdadeiro motor da evolução, permitindo quecontinuassem a existir apenas as mais aptas. Darwin considerava simplista a explicação de Lamarck, mas ele realmente nunca aprofundou o tema.
Sabe-se, hoje, que ambas as teses, adaptação ao ambiente (de Lamarck) e seleção natural (de Darwin), exercem funções importantes na evolução da vida e que uma tese não exclui a outra.


ANTROPÓLOGOS EVOLUCIONISTAS

O evolucionismo antropológico entende que existeuma espécie humana idêntica, mas que se desenvolveu em ritmos desiguais de acordo com as populações. Em suas investigações, os antropólogos evolucionistas fizeram uso do método comparativo, que consiste em comparar padrões, costumes, objetos, culturas do passado e do presente, verificando semelhanças e diferenças. O evolucionismo antropológico encontra sua formulação e sistematização nos...
tracking img