O etnoceentrismo e a cultura indigena na escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (291 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O ETENOCENTRISMO E A CULTURA INDÍGENA

Rita

RESUMO

A necessidade de se entender toda a história, fez com que os estudos buscassem relatar todas as vivências do passado, para queassim, através de um passado concreto pudesse ser entendido o presente. Então estudar a cultura indígena e suas peculiaridades se tornou essencial, principalmente quando o assunto é a históriabrasileira. Documentos antigos e que foram traduzidos para os livros utilizados nas escolas, mostram um índio inferiorizado e bárbaro, seres ignorantes e pré-históricos, que causavam medo etalvez por isso tivessem de ser torturados e roubados, afinal, para alguns historiadores essa visão se encaixa perfeitamente, quando se busca entender todo o processo de colonização. Nosdias atuais essa visão do índio como ser bárbaro, sofreu transformação, e nas escolas, hoje, o índio pode ser visto como um serr importante e que foi injustiçado na colonização do Brasil.PALAVRAS-CHAVE: Índios. Etnocentrismo. Colonização. Brasil


ABSTRACT
The need to understand the whole story, made all the studies seek to report the experiences of the past, so that,through a concrete step could be understood this. Then study the indigenous culture and its peculiarities became essential, especially when it comes to Brazilian history. Ancient documents andbooks have been translated for use in schools, show an inferior and barbarous Indians, ignorant beings and prehistoric, that caused fear and perhaps it had to be tortured and robbed, afterall, for some historians this vision fits perfectly, in seeking to understand the whole process of colonization. Nowadays this view of the Indian as being barbaric, suffered transformation, andin schools today, the Indian can be seen as an important and serr who has been wronged in the colonization of Brazil.

KEYWORDS: Indians. Ethnocentrism. Colonization. Brazil


INTRODUÇÃO
tracking img