O corte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (394 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mário Manson

Estudo de caso: Discussão sobre o filme “O corte”.


a)
A perda de seu emprego o tornou, em seu pensamento, uma pessoa muito inferior as outras, mas não abria mão de conseguir umemprego digno para seu currículo. Bruno fazia parte de um reduzido grupo acostumado a mandar, a ter poder sobre os outros. Mas que ao perder seu emprego torna-se um ser deprimido, rancoroso, frustadoe, principalmente, insatisfeito com a situação a qual foi reduzido.
Ao passar pela experiência da perca do emprego, Bruno perde todo o seu senso de realidade, pois tem de oferecer sua mão-de-obracomo um operário comum de chão-de-fábrica.
É entao que o protagonista não vê outra saída, a não ser eliminar, literalmente, os outros pretendentes ao cargo que ele desejava.




b)
Oprinicipal valor era o dinheiro, ou seja, o que guiava o comportamento de sua família eram aqueles padrões da classe média alta. Bruno não se conformava em perder um de seus dois carros, seus filhos reclamavamdos canais de TV (agora sem tv a cabo). Porém, o que sustentava esse padrão de vida? O ex-emprego do protagonista. Não havia vida sem um emprego que lhe pagasse aquilo que ele achava justo.c)
O autor faz uma enorme crítica à nossa sociedade globalizada capitalista. O principal objetivo não era sobre Bruno, ou sobre um seleto grupo de executivos, mas sim sobre todas as escalas dotrabalhador. Tanto Bruno, quanto qualquer outro funcionário são vítimas dessa estrutura que todos ajudaram a construir, mas que depois são descartados como lixo.
O método utilizado pelo protagonistapara “amenizar” a concorrência não poderia ter sido mais impactante. A pistola era utilizada para aniquilar, ao pé da letra, todos os que estivessem no seu caminho. O que não está longe da nossarealidade.
Na busca por um emprego melhor, não medimos esforços para conseguirmos aquilo que queremos, mesmo que tenhamos de deixar “amigos” para trás.
Fazemos cada vez mais cursos, nos preparamos...
tracking img