O capital resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2681 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo de o capital - Marx

Cap X : Conceito de Mais Valia Relativa
A mais-valia absoluta revela que esta se caracteriza por um prolongamento da jornada de trabalho para além do tempo necessário à reprodução da capacidade de trabalho. Entretanto, esse limite esbarra em limites naturais e sociais. Dados esses limites ou a duração "normal" da jornada de trabalho, o capital só pode obtermais-tabalho reduzindo o tempo trabalho que o trabalhador tem que trabalhar para reproduzir sua subsistência. Para isso, o capital é obrigado a revolucionar as condições técnico-materiais e sociais do processo de trabalho.
Se na produção da mais-valia absoluta, como assim esclarece Marx, "o modo de produção é supostamente dado, não basta de modo algum, para produzir mais-valia mediante a transformação dotrabalho necessário em mais-trabalho, que o capital se apodere do processo de trabalho em sua forma historicamente herdada ou já existente, e apenas alongue a sua duração. Tem de revolucionar as condições técnicas e sociais do processo de trabalho, portanto, o próprio modo de produção, a fim de aumentar a capacidade produtiva do trabalho, mediante o aumento da capacidade de trabalho do trabalhoreduzir o valor da capacidade de trabalho necessária para a produção deste valor".
Essa redução do tempo de trabalho necessário à reprodução da capacidade de trabalho tem que atingir setores da economia que não entram diretamente na produção das mercadorias consumidas pelo trabalhador. A razão disso pode ser explicada pelo próprio Marx, que ao se referir à diminuição do valor da capacidade detrabalho diz, "o aumento da capacidade produtiva tem de atingir ramos industriais cujos produtos determinam o valor da capacidade de trabalho /.../. Mas o valor de uma mercadoria não é determinado apenas pelo quantum de trabalho que lhe dá sua forma definitiva, mas também pela massa de trabalho contida em seus meios de produção /.../. O aumento da capacidade de trabalho e o correspondente barateamentodas mercadorias nas indústrias que fornecem os elementos materiais do capital constante, os meios de trabalho e o material de trabalho para reproduzir os meios de subsistência necessários, do mesmo modo reduzem o valor da capacidade de trabalho".
A redução do tempo de trabalho necessário à reprodução da força de trabalho tem como resultado o barateamento das mercadorias produzidas pelo capital.Como se explica então que esse processo de barateamento das mercadorias possa redundar em mais-trabalho para o capital? Em outras palavras, como entender que a economia de trabalho redunda em mais-trabalho para o capital? A resposta não é difícil. Recorrendo a um exemplo dado por Marx, é possível que se esclareça tudo:
(a) supondo uma jornada de trabalho de 12h, Marx assim divide essa jornada:10h de trabalho necessário e 2h mais-trabalho;
(b) em seguida ele considera que a expressão monetária de 1h de trabalho corresponde a ½ (0,5) xelin ou a 6 pences;
(c) então ele conclui que se 1h de trabalho = ½ xelin, 10h corresponderão a 5 xelins, que é o valor da força de trabalho. As 2 outras horas de mais trabalho = 1 xelin. Portanto, o valor novo criado (v+m) durante a jornada de 12h será de6 xelins: 5 xelins correspondentes ao valor da capacidade de trabalho e 1 xelin que corresponde ao mais-trabalho de 2h;
(d) Marx supõe ainda que nessa jornada de trabalho de 12h são produzidas 12 peças, cada um delas representando um valor de 1 xelin. Com ele chega a esse valor? Já se sabe que o valor novo criado por essa jornada de trabalho é 6 xelins. Mas, alem desse valor temos que consideraro valor dos meios de produção, que se transferiu para as peças produzidas. Ele supõe que esse valor é igual ao valor novo criado: 6 xelins. Logo, as 12 peças custam 12 xelins, ou, se preferir, cada peça terá o valor de 1 xelin, onde ½ xelin se deve ao valor dos meios de produção consumidos para produzi-la e ½ xelin de valor novo criado durante o processo de produção;
(e) Em seguida Marx supõe...
tracking img