E o no meio passa um trem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (256 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A história começa com uma comparação entre um bandido e um policial, mas diferentemente da normalidade, eles acabam tendo vidas e características muitosemelhantes. O primeiro com uma linguagem menos culta, se mostra mais religioso, levando sua “profissão” muito a sério, como se fosse uma sina que Deus tivesse prescritopra ele, enquanto o segundo se mostra um pouco mais agressivo, utilizando termos chulos e até uma roupa mais escura, o que da uma impressão mais sombriacontrariamente do ladrão que está vestindo branco. Os dois já mataram pessoas e também estão muito ocupados com o trabalho deles, o que acabou gerando um desconfortopor parte de suas famílias, como resposta, decidem dar um passeio de trem. O trem já havia saído da estação e as famílias, em vagões diferentes, passavam um bommomento juntas. Sem nenhuma surpresa, os dois acabam se encontrando durante a viagem. Mostrando ainda mais a semelhança entre eles, o encontro é sempre no meio,entre os dois vagões. Eles tentam conversar e chegar a um acordo, mas sempre são interrompidos por seus familiares, que por sinal são muito parecidos também.Cansados dessas intromissões, o filme acaba com eles pulando do trem para tentarem resolver o conflito do lado de fora, certa fuga do compromisso familiar e umchamado do lado “aventureiro” de suas profissões.
O filme mostra que mesmo o lado “bom” e o lado “mau” parecerem distantes um do outro, os personagens são mais queisso, mostram uma complexidade, uma não linearidade característica do ser humano, onde o bem e o mal se confundem criando uma proximidade substancial entre eles.
tracking img