A=anatomia do fatinni

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4508 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Anatomia Arterial e Venosa Aplicada

Luiz Carlos Gusmão

Anatomia Arterial e Venosa Aplicada
Luiz Carlos Buarque de Gusmão
“Aqueles que dissecaram ou inspecionaram, muito aprenderam, pelo menos a duvidar, enquanto os outros, que são ignorantes em ANATOMIA, e não se dão ao trabalho de observá-la, não apresentam absolutamente qualquer dúvida” Giovanni Morgani (1682 - 1771)

Devido àfinalidade didática do livro, a Anatomia Descritiva e Topográfica, será resumida e se limitará aos grandes troncos arteriais e venosos. ANATOMIA ARTERIAL Artéria aorta Principal tronco sistêmico, esta artéria tem origem no ventrículo esquerdo, em seguida dirige-se para a direita e para cima dentro do mediastino médio, constituindo a artéria aorta ascendente, da qual têm origem as artérias coronárias.Daí, ela curva-se para a esquerda e para trás, adentrando no mediastino superior e formando o arco aórtico, ao nível da segunda articulação esternocostal do lado direito, do qual são emitidos o tronco arterial braquiocefálico, a artéria carótida comum esquerda e a artéria subclávia esquerda. No seu trajeto, o arco aórtico mantém intíma relação com o brônquio principal esquerdo, situado inferiormente eà direita com o

esôfago torácico, determinando neste, uma constrição que poderá ser importante no “stop” dos corpos estranhos deglutidos, podendo favorecer a formação de fístulas esôfago-aórticas, por vezes, fatais. A parte final do arco da aorta é visível numa radiografia de tórax, sendo denominado de “botão aórtico”. Mais para a esquerda, o nervo recorrente laríngeo esquerdo contorna seucajado, o que constitui um fato relevante, pois quando o arco se encontra dilatado por processos aneurismáticos, o nervo pode ser comprimido levando a uma disfonia persistente. A aorta descendente, formada a partir de T4, constitui a continuação do arco aórtico e possui uma parte torácica e outra abdominal. A parte torácica da aorta desce no mediastino posterior, inicialmente à esquerda da colunavertebral, aproximando-se da linha mediana à medida que desce, sendo sua terminação anterior à coluna vertebral. A veia ázigos e o Página 1 de 9

Pitta GBB, Castro AA, Burihan E, editores. Angiologia e cirurgia vascular: guia ilustrado. Maceió: UNCISAL/ECMAL & LAVA; 2003. Disponível em: URL:http://www. lava.med.br/livro

16/05/2003

Anatomia Arterial e Venosa Aplicada ducto torácico estãosituados à sua direita. Além de ramos viscerais, esta parte da aorta descendente constitui uma importante fonte da irrigação da parede do tórax, e seus ramos intercostais posteriores, formam com os ramos da to rácica interna, uma via de circulação colateral em caso de obstrução progressiva da aorta. A aorta torácica é mais bem abordada, cirurgicamente, pelo hemitórax esquerdo. Abaixo do pedículopulmonar ela é encontrada entre a coluna torácica, situada posteriormente, e o esôfago, situado anteriormente. Finalmente, a aorta torácica passa através do hiato aórtico, passando a chamar-se aorta abdominal. A parte abdominal da aorta descendente começa entre T12 e L1, e termina ao nível de L4, ao dividir-se em artérias ilíacas comuns. A artéria relaciona-se, anteriormente, com o tronco celíaco, opâncreas, a bolsa omental, a veia renal esquerda, a parte ascendente do duodeno e a raiz do mesentério. À direita, relaciona-se com a cisterna do quilo, o ducto torácico e a veia cava inferior. A abordagem da aorta abdominal deve ser, de preferência, pelo lado esquerdo do abdome, com abertura da goteira parietocólica esquerda e deslocamento do colo descendente (Manobra de CATTEL) ou entre a raiz domesentério e o colo descendente. O clampeamento da artéria aorta acima das artérias renais, pode resultar em necrose tubular e irrigação deficiente da medula, levando a uma paralisia dos membros inferiores, já que as artérias lombares são a principal irrigação medular a este nível. A aorta abdominal fornece praticamente toda a irrigação parietal e visceral do abdome, além de dá origem às...
tracking img