A tese do gatinho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1047 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Tese do Gatinho:
(Um estudo de campo sobre estratégias mentais cognitivas e clinica em Gestalt terapia sustentável na inteligência emocional embasada na teoria de Werner Rosemberg)

Adaptado por Magalhães, D. C.. LLD.

Num dia lindo e ensolarado o coelho saiu de sua toca com o NOTEBOOK e pôs-se a trabalhar, bem concentrado. Pouco depois, passou por ali a hiena e viu aquele suculentocoelho, tão distraído, que chegou a salivar. No entanto, ela ficou intrigada com a atividade do coelho e aproximou-se curiosa:
- Coelhinho, o que você esta fazendo ai tão concentrado?
- Estou redigindo a minha monografia de pós-graduação.
Disse o coelho sem tirar os olhos do notebook.
- Ah um! Quer dizer então que já fez sua pesquisa “bobliográfica”, Ah! Ah! Ah!
- Eh!... Estou dando continuidadeao Meu TCC – Trabalho de Conclusão de Curso - para obter o grau de especialista em estratégias mentais cognitivas.
- Ãh! Qual é o assunto?
- É bem abrangente, trata-se de um assunto muito interessante..., predadores.
- O quê? Hein! E o tema! Qual é?
- Ha!..., Tenho como tema: Predadores Verdadeiros.
- Ora! Ora! Que interessantíssimo! Diga lá qual é o pressuposto dessas suas teorias?
- Estou atrabalhar no pressuposto, de que os coelhos são os verdadeiros predadores naturais das hienas.
A hiena ficou indignada:
- Ora! Isso e ridículo! Esse pré-suposto não é digno nem de uma hipótese totalmente falha. Nós, as hienas é que somos os predadores dos coelhos!
- Absolutamente! Sua hipótese é que esta falha Dona hiena venha comigo a minha toca que eu mostro a minha prova de campoexperimental.
O coelho e a hiena entram na toca. Poucos instantes depois se ouvem uns ruídos indecifráveis e alguns grunhidos de dor e depois o silêncio. Em seguida o coelho volta sozinho e mais uma vez retoma os trabalhos no IPAD Três, como se nada tivesse acontecido.
Pouco depois chega uma raposa, olha, fica curiosa com a cena e pergunta:
- Hei apetitoso coelhinho que fazes aí tão quietinho?
- Estou aredigir minha dissertação de mestrado.
- Ah! Sei! E qual é o objeto de pesquisa?
- Raposas!
- Raposas?
Exclama a raposa com os olhos arregalados.
- É... Estou a dissertar o problema contextual: Como um coelho pode ser o predador natural?
- Ora! Você não disse que era sobre... Raposas?
- Sim, a minha delimitação são as raposas? Ou seja, o enfoque do meu problema contextual é: Como um coelhopode ser o predador natural das raposas?
A raposa irada logo tratou de invalidar o objetivo geral da pesquisa, do meigo coelhinho.
- Ora esse problema é insolúvel, todos nós sabemos que os predadores naturais dos coelhos são as raposas.
- Tosco! Tosco! Seu pressuposto está sem uma sustentação prática viável, venha comigo a minha toca que mostro minha afirmação científica com estudoscomprobatórios de campo.
Neste momento os olhos da raposa começaram a brilhar e suas papilas gustativas a salivar só em pensar na conclusão de seu próprio objetivo específico.
O coelho e a raposa entram na toca. De imediato se ouvem ruídos e farfalhos de dor e depois o silêncio. Em seguida o coelho volta sozinho e mais uma vez retoma os trabalhos no IPAD Três, como se nada tivesse ocorrido.
Meia horadepois passa um lobo. Ao ver o apetitoso coelhinho tão distraído, agradece mentalmente a cadeia alimentar por estar com o seu jantar garantido. No entanto, o lobo também acha muito curioso um coelho trabalhando naquela concentração toda. O lobo resolve saber do que se trata, antes de devorar o coelhinho, pergunta:
- Olá, meu jovem coelho. O que o faz trabalhar tão arduamente?
- Minha tese dedoutorado, Senhor Lobo. É uma teoria que venho desenvolvendo, já há algum tempo e que pela substancial coleta de experimentos prova que a hipótese é verdadeira tornando-se assim um pressuposto.
- Nossa que complicação, diga lá qual é essa hipótese!
- Se nós somos coelhos, portanto, somos os piores predadores naturais dos lobos.
O lobo não se conteve e caiu na gargalhada com a petulância do...
tracking img