A pobreza no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1492 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

CRISTIANE PINTO DA COSTA
MÁRCIA APARECIDA MAURÊNCIO DIAS
PAULA JULIANA DE SOUSA VASCONCELOS
SÔNIA COLARES BARROS DA FONSECA
TELMA GOMES RIBEIRO








ANTROPOLOGIA

A POBREZA NO BRASIL
























Porto Velho2010



CRISTIANE PINTO DA COSTA
MÁRCIA APARECIDA MAURÊNCIO DIAS
PAULA JULIANA DE SOUSA VASCONCELOS
SÔNIA COLARES BARROS DA FONSECA
TELMA GOMES RIBEIRO














ANTROPOLOGIA

A POBREZA NO BRASIL












Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplinaAntropologia.

Professora Giane Albiazzetti









Porto Velho
2010






INTRODUÇÃO

Neste trabalho, buscaremos compreensão da exclusão social, os fatores perpetuadores da pobreza nas cidades e no campo do Brasil. Com base na leitura dos artigos propostos para a elaboração deste trabalho, relacionar o saber antropológico à compreensão dos fenômenos sociais como pobreza eexclusão. Procuramos também estabelecer uma analise pessoal a respeito dessas grandes questões como os aspectos que precisam ser considerados em relação ao tema da concepção de pobreza, desigualdade, exclusão e viabilidade social.

























DESENVOLVIMENTO

Para estabelecermos uma relação sobre o estudo da antropologia na compreensão dos fenômenos sociais,procuramos compreende-la como ciência que estuda e analisa a evolução ou involução dos fenômenos sociais ao longo da história da humanidade, mas para este trabalho especificamente, nos deteremos sobre o entendimento as realidade da situação do Brasil no que diz respeito à natureza da pobreza e da desigualdade social estabelecendo uma relação de causalidade. Para tanto utilizaremos como suporte osseguinte, títulos: desigualdade e pobreza no Brasil, periferia e favelização nas grandes cidades da América latina, nomear e compreender a pobreza no Brasil contemporâneo, e pobreza como privação de liberdade.
Dos artigos estudados, bem como das tele e web-aula o que pudemos depreender são as idéias que seguem.
A pobreza não está relacionada somente a renda baixa de um indivíduo, masa privação de alguma necessidade primária de vida, como por exemplo, educação, saneamento, habitação, vestuário, etc., embora ela seja avaliada pelo critério de renda. Mas, nota-se, no entanto, que nem sempre o aumento da renda vem acompanhado de uma melhoria no bem-estar do ser humano, já que o dinheiro não compra todos os elementos necessários a uma vida de qualidade. Estudos realizados apartir das pesquisas nacionais por amostra de domicilio (PNADs) realizada pelo Instituto Brasileiro de geografia e Estatística (IBGE) revelavam que nas décadas de 70, 80 e 90 cerca de 60 milhões de brasileiros se mantinham abaixo da linha da pobreza.
Depois de analisados os números passa-se a uma investigação das relações causais, estudos esses que apontam a escassez de recursos bem como a suadistribuição como determinantes da pobreza e da desigualdade no Brasil.
Utilizando critérios como a comparação do Brasil com o resto do mundo, análise da estrutura de renda média do país e o padrão de consumo médio das famílias brasileiras.
Feitas as devidas comparação e análises pôde-se chegar à conclusão de que o Brasil apesar de ser um país de muitos pobres não pode ser considerado um país pobre,isto porque a comparação internacional quanto a renda per capta coloca o Brasil entre o terço mais rico dos países do mundo. Ficou entendido também que a pobreza no Brasil é muito superior à média dos países com renda per capta similar.
Diante deste paradoxo concluem então os autores que a realidade da questão da pobreza no Brasil destoa da norma internacional, a periferia e a favelização nas...
tracking img