A pintura no romantismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (253 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Pintura no Romantismo
A pintura foi o ramo das artes plásticas mais significativo, foi ela o veículo que consolidaria definitivamente o ideal de umaépoca, utilizando-se de temas dramático-sentimentais inspirados pela literatura e pela História. Procura-se no conteúdo, mais do que os valores de arte, os efeitosemotivos, destacando principalmente a pintura histórica e em menos grau a pintura sagrada.
Novamente a revolução Francesa e seus desdobramentos servem deinspiração; agora para uma arte dramática como pode ser percebida em Delacroix e Goya. Podemos dizer que este último, manifestou uma tendência mais politizada doromantismo, exceção para a época e que tornou-se valorizada no século XX.
As cores se libertaram e fortaleceram, dando a impressão, às vezes, de serem maisimportantes que o próprio conteúdo da obra. A paisagem passou a desempenhar o papel principal, não mais como cenário da composição, mas em estreita relaçãocom os personagens das obras e como seu meio de expressão.
O romantismo foi marcado pelo amor a natureza livre e autêntica, pela aquisição de uma sensibilidadepoética pela paisagem, valorizada pela profusão de cores, refletindo assim o estado de espírito do autor.
Na França e na Espanha, o romantismo produziu umapintura de grande força narrativa e de um ousado cromatismo, ao mesmo tempo dramático e tenebroso. É o caso dos quadros das matanças de Delacroix, ou doColosso de Goya, que antecipou, de certa forma, a pincelada truncada do impressionismo.


Fonte: http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=404
tracking img