A pele do lobo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3486 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Pele do Lobo , de Artur Azevedo Fonte: AZEVEDO, Artur. Teatro de Artur Azevedo - Tomo 1. Instituto Nacional de Artes Cênicas- INACEN. V. 7: Coleção Clássicos do teatro Brasileiro. Texto proveniente de: A Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro A Escola do Futuro da Universidade de São Paulo Permitido o uso apenas para fins educacionais. Texto-base digitalizado pelo voluntário: Sérgio LuizSimonato – Campinas/SP Este material pode ser redistribuído livremente, desde que não seja alterado, e que as informações acima sejam mantidas. Para mais informações, escreva para . Estamos em busca de patrocinadores e voluntários para nos ajudar a manter este projeto. Se você quer ajudar de alguma forma, mande um e-mail para e saiba como isso é possível.

A PELE DO LOBO Artur Azevedo

Comédiaem um ato Escrita em 1875 e representada pela primeira vez no Rio de Janeiro, no Teatro Fênix Dramática, em 10 de abril de 1877 A ANTONIO FONTOURA XAVIER

PERSONAGENS CARDOSO - subdelegado AMÁLIA - sua mulher APOLINÁRIO PERDIGÃO JERÔNIMO MANUEL MARIA VITORINO O COMPADRE UMA PARTE Dois soldados da polícia

A cena passa-se no Rio de Janeiro Atualidade.

Ato Único Sala, secretária, relógiode mesa, etc., etc. Cena I CARDOSO, AMÁLIA (Vestidos para a cerimônia e prontos para sair.) UMA PARTE (Que logo sai, à porta do fundo.) CARDOSO - Sim, senhor; sim,. senhor! Pode ir com Deus. Descanse, que hoje mesmo serão dadas as providências que o caso exige. PARTE - Às ordens de Vossa Senhoria. (Retira-se.) CARDOSO - Safa! AMÁLIA (Erguendo-se.) - Deixar-te-ão desta vez? CARDOSO- E metam-se!AMÁLIA - Hein? CARDOSO - E metam-se a servir o país! AMÁLIA - Para que aceitaste esta maldita subdelegacia? CARDOSO (Ainda passeando.) - Eu não aceitei: pedi. Mas já tenho dito um milhão de vezes que os serviços prestados ao país e ao partido pesam muito no ânimo daqueles que me podem fazer galgar mais um degrau na escala social. AMÁLIA - Deixa-te disso, Cardoso; um degrau dessa tão falada escalasocial, não vale decerto o sacrifício que te custa essa autoridade de ca-ca-racá. São uns desfrutadores, eis o que são! Hás de ser pago com um pontapé. Verás! CARDOSO - Hei de ser promovido na primeira vaga que aparecer. O Cantidiano está por pouco a bater a bota. Verás se o lugar é ou não é meu! AMÁLIA - Fia-te na Virgem e não corras. CARDOSO - E uma vez que aceitei o cargo... AMÁLIA - A carga, devesdizer. CARDOSO - Venha com ele o sacrifício. Antes de tudo o dever! AMÁLIA - Estamos prontos para sair há duas horas. CARDOSO (Consultando o relógio de mesa.) - Há duas horas e dois minutos. AMÁLIA (Embonecando-se ao espelho.) - Creio que não chegamos a tempo para o batizado. CARDOSO - Que remédio terão eles, senão esperar pelos padrinhos? AMÁLIA - E o carro na porta há tanto tempo? CARDOSO - Andacom isso, anda com isso! E metam-se!

AMÁLIA - Hein? CARDOSO - E metam-se a servir o país! AMÁLIA - Vamos. Não percamos mais tempo. CARDOSO - Vamos . (Vão saindo. Batem palmas.) AMBOS - Bateram. CARDOSO - Quem é? APOLINÁRIO (Fora.) - Sou eu. AMÁLIA - Eu quem? APOLINÁRIO (No mesmo.) - Um criado de Vossa Senhoria. CARDOSO - Entre quem é. AMÁLIA - Temo-la travada! (Entra Apolinário. Pisa macio efala descansado.) Cena II Os mesmos e Apolinário APOLINÁRIO (À porta do fundo.) - Dá licença, senhor subdelegado? CARDOSO - Entre, senhor. (Vai outra vez por o chapéu na secretária.) APOLINÁRIO (Entrando e sentando-se em uma cadeira que deve estar no meio da cena.) - Não se incomode Vossa Senhoria. Estou muito bem. Vossa Senhoria como tem passado? CARDOSO - Bem, obrigado. O que pretende o senhor?APOLINÁRIO - Sua senhora tem passado bem, senhor subdelegado? AMÁLIA - Bem, obrigada. O senhor o que pretende? APOLINÁRIO - Ah! estava aí, minha senhora? Os meninos estão bons? AMÁLIA - Que meninos, senhor? APOLINÁRIO - Os seus filhos, minha senhora. AMÁLIA - Não os tenho. E esta! APOLINÁRIO - Pois levante as mãos pra o céu e dê graças a Nosso Senhor Jesus Cristo!(Sinais de impaciência em...
tracking img