A nova nato parcerias - dm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2625 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Defesa e Segurança Internacional

Discente: M. Carmo F. Cabral da Câmara – nº 20080327

2010

ÍNDICE

1. Introdução Histórica da NATO ………………………...………..……... 3

2. Mediterranean Dialogue – Origem e Objectivos …………………...…. 4

3. Conclusão …………………………………………………………...……….. 7

1. Introdução Histórica da NATO

The Parties to this Treaty (…) are determined to safeguardthe freedom, common heritage and civilization of their peoples, founded on the principles of democracy, individual liberty and the rule of law. They seek to promote stability and well-being in the North Atlantic area. They are resolved to unite their efforts for collective defense and for the preservation of peace and security.

The North Atlantic Treaty, Washington D.C. - 4 April1949

A Segunda Guerra Mundial terminou em Setembro de 1945 e a Europa ficou destruída nas suas estruturas económicas, financeiras, industriais, administrativas, militares e políticas. Os EUA e a URSS foram os grandes vencedores e na Conferência de Yalta e mais tarde, nas conversações de Postdam, ambos decidiram, com a conivência do Reino Unido, sobre o futuro da Europa ao dividiram-na emdois blocos antagónicos: Ocidental e Oriental.
Ao estruturar-se este tipo de Sistema Internacional, ou seja, o modo como se desenrolam as relações e interacções destas duas superpotências, e perante a inoperacionalidade da ONU, recém-criada, face à Guerra Fria, a Europa precisava de um sistema de segurança e de defesa. Economicamente, de 1947 a 1952, o European Recovery Programme, maisconhecido por Plano Marshall, proporcionou concertadamente os meios financeiros para estabilizar as economias da Europa Ocidental, mas era necessário criar uma aliança política, militar, regional e restrita quanto à adesão dos membros, para assegurar a defesa colectiva – a NATO – Organização do Tratado do Atlântico Norte, de Defesa Colectiva, numa lógica de Segurança Competitiva, perante uma ameaçacomum, específica, ideológica e política claramente identificada – o comunismo soviético. Os actores envolvidos só confiavam na auto-defesa e auto-segurança e nas suas próprias capacidades para garantir e manter colectivamente a segurança e a defesa mútua, contrariando a possível expansão da ideologia comunista para o Ocidente. Seria o laço transatlântico que vigoraria pelo prazo de vinte anos,renovável, unindo a Europa Ocidental, a América do Norte e o Canadá, cujos objectivos foram estabelecidos no Tratado de Washington, «um acordo de assistência mútua em caso de agressão, actuando também no domínio económico, plasmado no artigo 2º, alargando-se ao domínio social e também cultural» (Pereira e Quadros 1993: 576).
Em 1955, em resposta ao convite da NATO à República Federal Alemã paraentrar como membro, o Bloco do Leste criou o Pacto de Varsóvia composto pela URSS, Bulgária, Checoslováquia, Hungria, Polónia, RDA, Roménia e Albânia, uma «réplica do bloco Leste à OTAN» por ser uma Organização de carácter militar, «não sendo de admirar (…) que tivesse reproduzido quase textualmente as disposições do Pacto do Atlântico» (Pereira e Quadros 1993: 589). De destacar que a dissuasãonuclear foi o elemento inibidor do conflito militar, armas que, por tê-las e poder usá-las, foi suficiente para evitar confrontos directos, embora este poder tenha originado um jogo estratégico, um equilíbrio de terror, racional e perigoso perante a lógica da destruição mútua garantida, quando em 1949 a URSS se armaria com capacidades nucleares.

4. Mediterranean Dialogue – Origem e ObjectivosA NATO já considerava a segurança do Mediterrâneo com a Operação Active Endeavour, que consiste numa vigilância marítima liderada pelas suas forças navais, com o objectivo de detectar, dissuadir e proteger o Mediterrâneo das actividades terroristas. Esta operação foi estendida ao Estreito de Gibraltar no início de 2003, e em Março de 2004, a todo o Mediterrâneo, beneficiando com a segurança,...
tracking img