A midia como referencial de mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1736 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AUniversidade Federal de São João Del Rei

Comunicação na modernidade

Autor: Mateus Júnio Pires Guimarães
Curso: Comunicação Social – Jornalismo
Professor: Luiz Ademir
1 Introdução

Vivemos uma era de intensas transformações, já foi se o tempo em que vivíamos guiados por mitos. Essas transformações refletiram no campo mediático e em nossa forma de relacionamento com o mundo.
A partirde tais questões o presente trabalho tem por objetivo discutir a mídia na modernidade. Com base no celebre autor Adriano Duarte Rodrigues (1993) e (2002).
Com forma de ilustrar tal discussão o trabalho analisa a revista Veja, edição do dia 6 de abril de 2011. Analise que será dividida em três momentos. No primeiro, o trabalho apresenta uma discussão sobre a mídia como novo referencial de mundo.Num segundo momento, a ênfase será na discussão da comunicação como campo de mediação social. Para finalizar, o trabalho traz uma discussão sobre as funções estratégicas do campo mediático.

2 Teoria e análise empírica da revista Veja

2.1 A mídia como referencial de mundo
Segundo Adriano Duarte Rodrigues (1993), no artigo O acontecimento, o processo de racionalidade, instaurado pelamodernidade, provocou a queda dos mitos, que até então funcionavam como referência de mundo.
Para o autor, a desmitificação dos mitos jogou o homem num vazio existencial, pois o homem se viu sem suas referências. Para ocupar esse espaço surge a mídia com seu discurso que tenta organizar o mundo caótico, repleto de fragmentos.
Rodrigues (1993), defende que a mídia tornou-se o mitificador da atualidade,já que a valorização da racionalidade refletiu na desvalorização das explicações mágicas. Para ele, a mídia é uma forma de representação do real, que seleciona, dentre vários fatos, os que se tornaram notícias, organizando a experiência do aleatório, dando ordem ao mundo.
A revista Veja, na edição do dia 6 de abril de 2011, trouxe como assunto destaque o terrorismo no Brasil. A revista colocaesse assunto em sua capa, o intitula de “A rede do terror no Brasil”, e o anuncia com exclusivo.
Nas páginas amarelas da revista, local da seção Entrevista, o entrevistado é o economista americano Robert Fogel, laureado com o Prêmio Nobel em 1993. Na entrevista intitulada “Viver mais custa caro”, o assunto é o setor da saúde. O americano, defende na entrevista, esse setor como um dos motores daeconomia no século XXI.
Na seção Brasil, que é voltada para noticias de politica, a revista trouxe três destaques de duas páginas cada um. O assunto, do primeiro, é a estratégia de defesa dos acusados de participar do mensalão, que para a revista, consiste na reinvenção de suas imagens. Para essa matéria a revista deu o título de “Os avatares do mensalão”. No segundo, a revista da ênfase na vidado líder do governo, o senador Romero Jucá, na matéria intitulada “Entre dois muros paralelos”. No último destaque a revista trata da morte de José Alencar, na matéria ”O fim da batalha.”
Outra seção, a Economia, tem como matéria da semana uma intitulada de “Aumento na fatura da viagem”, onde a revista discute o aumento do imposto que incide sobre compras feitas no exterior com cartão decrédito internacional.
Na seção Internacional, a revista trouxe duas matérias. Na primeira, intitulada “Uma causa suspeita”, o assunto é a intromissão de europeus e americanos no conflito líbio. Já na outra, o ênfase é no cerco à imprensa ocorrido na Argentina, na matéria de título “A gangue do cala-boca”.
A revista continua a dar espaço para liberdade de imprensa, em uma matéria da seção Geralintitulada “Censura na tragédia”. A ênfase da matéria, dessa vez num acontecimento brasileiro, foi na afronta à Constituição, ocorrido quando uma decisão da Justiça, para proteger o direito à privacidade de um indivíduo, obrigou a revista CARAS a não publicar determina matéria.
Na seção Guia, a revista trata, na matéria “As armadilhas do imóvel na planta”, das principais queixas das pessoas que...
tracking img