A leitura em portugues

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3741 palavras )
  • Download(s) : 1
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
236 A LEITURA EM PORTUGUÊS COMO L2: ANÁLISE DAS POSSÍVEIS CRENÇAS DOS PROFESSORES DE SURDOS. Patrícia Araújo Vieira (UECE)* Dra. Vera Lúcia Santiago Araújo (UECE)

RESUMO. O ICES (Instituto Cearense de Educação dos Surdos) é uma escola pública de Fortaleza - CE freqüentada apenas por alunos surdos. Essa escola tem como proposta educacional o Bilingüismo que considera a LIBRAS (Língua Brasileirade Sinais) como a língua natural dos surdos e a língua portuguesa a sua segunda língua (L2). Devido ao fato de essa escola ter passado por várias transformações educacionais, inúmeras crenças entre os professores começaram a surgir, visando fazer os alunos surdos se tornarem proficientes em leitura em língua portuguesa (L2). Nessa pesquisa foram entrevistados quatro professores de línguaportuguesa para os surdos, sendo dois formados no curso de Letras e dois formados em Pedagogia. Eles fazem parte do quadro docente do ICES e seu tempo de trabalho nessa instituição foi bem diferenciado. Esse estudo revelou que as crenças dos professores sobre o ensino de leitura em L2 para os surdos têm influenciado suas ações na sala de aula, além de impedir ações que poderiam ser benéficas aodesenvolvimento leitor desses alunos, conforme o que professam Barcelos (2003) e Wood (2003). Palavras-chave: crenças; professores; leitura em L2; LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).

ABSTRACT. The ICES (Deaf Education Institute of Ceará) is a public school in Fortaleza – CE attended only be deaf students. This school’s education statement considers bilingualism, which says that LIBRAS (Brazilian SignLanguage) is the mother tongue for the Brazilian deaf, Portuguese being the second language. Because this school has been through many changes, many beliefs among teachers have emerged in order to make students more proficient in reading Portuguese (L2). This research presents interviews with four teachers of Portuguese language – two who are majored in Letras and two from Education. They areteachers working for ICES and their work time has varied considerably. This study revealed that the teachers’ beliefs about teaching of reading in L2 to the deaf has influenced their action in class. It has also kept them from acting in a way that could benefit their students in their reading development, according to Barcelos (2003) and Wood (2003). Keywords: beliefs; teachers; L2 reading; BrazilianSign Language (LIBRAS).

*

VIEIRA, Patrícia Araújo – especialista no Ensino do Português e aluna do Mestrado em Lingüística Aplicada ao Ensino de LE/L2 da Universidade Estadual do Ceará. pattivieira477@yahoo.com.br ARAÚJO, Vera Lúcia Santiago – doutora em Letras (Língua Inglesa Liter. Inglesa e Norte-Americana) pela Universidade de São Paulo (2000).

237 Introdução Os surdos brasileirosvivem em um país que tem como língua oficial o português onde a maioria de sua população é ouvinte e falante desse idioma. Por terem a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) como sua língua natural, os surdos brasileiros têm o português como uma segunda língua. Ao reconhecer a LIBRAS como a língua da comunidade surda brasileira (2002), o país parece ter optado por uma perspectiva bilíngüe na educaçãodos surdos. O ICES (Instituto Cearense de Educação dos Surdos) é uma escola pública de Fortaleza freqüentada apenas por alunos surdos. Essa escola já passou por duas abordagens educacionais: Oralismo e Comunicação Total1. Hoje, ela tem como proposta educacional o Bilingüismo. Essa proposta educacional, diferente das outras, considera a LIBRAS como a língua natural dos surdos e também respeita eaceita a cultura surda. Devido ao fato de essa escola ter passado por tantas transformações educacionais, seu corpo docente teve que passar por vários treinamentos. O que se acreditava ser o melhor para os surdos, concluía-se, depois, não ter tanta importância. Nesse contexto, inúmeras crenças começaram a surgir visando fazer os alunos surdos brasileiros se tornarem leitores proficientes em leitura...
tracking img