A etica no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1174 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Ética Empresarial

Introdução.
Nos dias de hoje existem muitas empresas que acreditam que devem ter como objetivo o lucro a qualquer custo, principalmente se puder ser conseguido com o prejuízo da concorrência e até mesmo dos clientes. E num ambiente em que aparentemente vale tudo, como no competitivo mundo empresarial, as considerações éticas são as primeiras a perder valor.
Por isso, umanova tendência vem crescendo a cada ano e hoje é quase que uma realidade. Estamos falando das exigências do cidadão, que recaem na procura por produtos ou serviços de qualidade.
O cidadão também exige que as empresas que fornecem os produtos sejam éticas e atuem com responsabilidade social e ambiental. Em outras palavras, na hora da compra, além da relação custo/beneficio, o consumidor tambémpresta atenção se a empresa tem uma atuação positiva na comunidade em que está inserida.
A importância da Ética na formação deste curso, é que todos que participam da criação deste tema já terão um entendimento do que ética e irá ter a experiência do que fazer e de como agir, pois ira praticar o que esta aprendendo na elaboração deste tema que é tão importante nos dias de hoje.

Desenvolvimento.A competição faz parte do mundo dos negócios. Entretanto, a ética nos ensina que a competição deve acontecer dentro de certas regras, de modo que não se transforme em algo predatório e destrutivo para as necessárias relações sociais. Como lidar com a concorrência não abrindo mão do fator competição sem incorrer em falhas éticas? É um problema complicado para quem está no mundo dos negócios
Asleis brasileiras, tal como disposto na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (art. 170, inciso IV), defendem a livre concorrência como um dos princípios da ordem econômica e a ela devem estar subordinadas todas as empresas que operam em território nacional. O que seria então uma prática antiética num ambiente que defende a “livre concorrência”.Sem duvida,o termo concorrência deslealresponde bem a essa questão. De forma simplificada, a concorrência desleal representa atos praticados pela indústria ou comércio para prejudicar os concorrentes.
Uma das áreas mais vulneráveis às práticas antiéticas numa empresa é seu setor comercial (compra e venda). A comissão no final do mês, a tentação de fechar a venda custe o que custar, a adrenalina em fechar os negócios e a própriapressão por parte que o vendedor atinja as metas definidas fazem com que essa área seja uma das mais complicadas para o nosso estudo.
Os recentes escândalos provocados por empresas que visam apenas ao lucro fácil estão mudando a percepção dos consumidores em relação a essas práticas indesejáveis. A resposta é muito simples: confiança acima de tudo. Todo mundo conhece o valor da confiança mútua e oquanto a desconfiança gera gasto desnecessário de energia. Isso vale para todas as práticas humanas.
Toda negociação conduzida sob suspeita e desconfiança é mais lenta e pouco produtiva. É comum que nesses casos, para que as partes não sejam enganadas, gaste-se muito tempo na preparação de contratos longos com uma infinidade de clausulas para prevenir os logros. Sendo assim, por mais que issocontrarie o senso comum, a confiança do negociador é um diferencial competitivo.
É possível para o profissional aumentar sua confiabilidade melhorando a sua conduta. E, para isso, ele deve seguir quatro regras.
1.Ser previsível e coerente.
2.Ser claro e transparente.
3.Honrar suas promessas, ou seja, cumprir o prometido.
4.Ser honesto.
Quando se explicam as coisas com clareza, sem omitir detalhesque possam comprometer a confiança do cliente em nosso produto, se cumprimos os combinados e se não utilizarmos truques, mentiras, blefes e subterfúgios na hora da negociação, certamente estaremos construindo relações duradouras com nossos clientes, o que hoje representa um grande diferencial, face ao ambiente competitivo em que vivemos. Lembre-se sempre que o cliente enganado nunca volta e que...
tracking img