A dicotomia direito natural x direito positivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (737 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE TECNOLOGIA DO PIAUÍ – FATEPI
CURSO: BACHARELADO EM DIREITO/ 1º BLOCO
DISCIPLINA: FILOSOFIA DO DIREITO
PROFº: VALDOMIR MARQUES
ALUNO: GUILHERME HENRIQUE DE ARAÚJO SOUSA

A DICOTOMIADIREITO NATURAL X DIREITO POSITIVO

TERESINA – PIAUÍ

GUILHERME HENRIQUE DE ARAÚJO SOUSA

A DICOTOMIA DIREITO NATURAL X DIREITO POSITIVO

Paper apresentado no curso de Bacharelado em Direito,da Faculdade de Tecnologia do Piauí – FATEPI, Teresina. Ao Orientador: Professor Valdomir Marques

TERESINA – 2012

RESUMO

Este Paper tem por objetivo desenvolver uma análise comparativa entreas duas correntes jusfilosóficas distintas do Direito: o jusnaturalismo, com fundamento no Direito Natural, emanado da consciência humana de valores e princípios éticos; e o Positivismo Jurídico, combase no Direito Positivo, proveniente do Estado de normas escritas.

1 INTRODUÇÃO

A dicotomia Direito Natural x Direito Positivo e de forma uma discussão entre as duas correntes jusfilosóficas.Os Direitos Naturais esta incorporado de forma generalizada, aos ordenamentos do Direito Positivo, por meio dos ideais constitucionais; afinal o Direito Natural tem leis contidas na constituição ede alguma maneira o tornou positivado.
Historicamente o Direito apresentava uma forma dividida de fundamentação de sua natureza representado por dois modelos doutrinários. O primeiro e oJusnaturalismo que obedece a ordem justa, tendo em base os valores da humanidade éticos e equitativos, que não decorrem de normas escritas do Estado, e sim de uma lei ditada pela vontade divina e pela razão; já osegundo o Positivismo jurídico, decorre de normas escritas, obedecendo à ordem estabelecida fundado na supremacia da norma posta.
Para o primeiro, justos são os princípios de valores éticos eequitativos que antecedem e se sobrepõem às leis positivas e nenhum legislador pode estabelecer normas que os violem; para o segundo, justo é o que a lei concreta emanada do Estado impõe e determina.
A...
tracking img