A cruz de cristo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. A CENTRALIDADE DA CRUZ
Em João 12.24 Jesus diz que o grão de trigo (Ele próprio) deve cair na terra, morrer, para muito frutificar. Os versos 32-33 do mesmo capítulo asseveram que através da morte de cruz atrairá a todos a Ele. Em João 6.51 Jesus afirma: “o Pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”. Em João 10.11, 14, e 15, no ensino sobre o bom pastor, Ele diz que obom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Em João 11. 47-53 há uma espécie de profecia de Caifás, sumo sacerdote, quando este declara que “convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação”.
Embora nos textos acima se evidencie de forma indireta a necessidade da morte de Jesus, os dois textos mais importantes que fundamentam a doutrina da nossa salvação, provavelmente sejam:a) 1 João 2.2: indica que Jesus é a propiciação (proceder misericordiosamente para com o ofensor) pelos nossos pecados e de todo o mundo;
b) 1 João 4.10: revela que Deus nos amou antes, isto é, primeiro, e nos enviou seu Filho para fazer propiciação pelos nossos pecados.
  Os Escritos do Novo Testamento estão fundados nesta grande verdade, que João ensina, bem como os outros — ofundamento da salvação é a morte de Jesus Cristo. Ele fez o grande sacrifício pelo qual se realizou a nossa reconciliação com Deus. A morte de Cristo é a revelação suprema do amor de Deus, embora a base tanto em o Novo Testamento quanto no Antigo Testamento, para a reconciliação por meio de Cristo seja a ira de Deus, ou seja, a exigência de um sacrifício aceitável para minimizar essa justa iradivina contra a humanidade (Rom. 3.21 e ss.; Rom. 1.18; Gl. 6.7). A cruz é a medida do amor de Cristo e mesmo do próprio Deus (II Cor. 5.19; Gl. 2.20; II Cor. 5.14; Ef. 5.25).
A cruz, segundo Paulo, é o clímax da intervenção ou do caminho de Cristo. Para ele Cristo entrou na história como o crucificado (1 Co. 2.2). Assim, Paulo contraria os demais autores do Novo Testamento, pois considera ocaminho de Cristo como interferência escatológica de Deus no mundo. Vê-se que para Paulo a cruz é o ápice dos acontecimentos cristológicos. Mas o é somente porque ela (a cruz) foi a morte do obediente (Fl. 2.8s), do Enviado de Deus, e porque o crucificado foi ressuscitado e Exaltado (1 Co. 15.17-22). Paulo usou a cruz, que é figura teológica chocante para se opor à tendência judaísta de banalizar omorrer de Cristo. Além de ensinar a teologia da cruz, também a viveu (II Co. 4.10; 12.9).
Para Paulo a cruz é o apisse do cristianismo – cruz é escândalo para os judeus e loucura para os gregos
Nada se compara á morte de cruz – a pessoa ficava com falta de ar pois a posição é propicia a isso, morrendo aos poucos – lecando em situação normal de 3 a 9 dia para morrer – no caso de Jesus com eleestava muito fraco morreu logo, cerca de 3 horas depois – nem lhe chegaram a quebrar os ossos para apressar a morte como era costume – cumprindo-se as escrituras

No caso de Paulo ele não só pregou a cruz como de alguma forma a viveu – sofrendo na pele
Em 1 Coríntios 15.3-5 (querigma primitivo), já contém a frase em estilo de fórmula: Cristo “morreu por nossos pecados segundo as Escrituras”. Esse“por”, Paulo repete como locução fixa. E as frases em que esse é o caso, são chamadas de fórmulas “hyper”. Segundo os métodos histórico-traditivos há duas tradições: a que se refere ao morrer e a que se refere à entrega. A idéia do Antigo Testamento da expiação ajuda a entender a fórmula hyper e a confirma. No entanto, deve ser entendida como instituição de Deus que corresponde à realidade e seexcede como tipo.
A preposição syn (com), ocorre nos escritos de Paulo em relação a quatro grupos de pensamento:
a) Às vezes o syn expressa estar com Cristo, no sentido de estar em sua companhia;
b) O estar com Cristo escatológico futuro implica em “sermos co-herdeiros” e “glorificados com ele”, ao que corresponde “um sofrer com ele” no presente (Rm. 8.7);
c) É o que expressa uma...
tracking img