A crise do paradigma dominante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1020 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE JUSSARA-FAJ
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

UM DISCURSO SOBRE AS CIÊNCIAS NA TRANSIÇÃO PARA UMA CIÊNCIA PÓS-MODERNA

JUSSARA –GO
MARÇO/ 2013
CARLOS ANTÔNIO DE SIQUEIRA JUNIOR

UM DISCURSO SOBRE AS CIÊNCIAS NA TRANSIÇÃO PARA UMA CIÊNCIA PÓS-MODERNA

Trabalho realizado sob orientação do Professora Ranielle Caroline na disciplina de metodologia no Curso de Administração de Empresada Faculdade de Jussara .



JUSSARA –GO
MARÇO/ 2013
Ciência Moderna

Ao procurarmos analisar a situação presente das ciências, olhamos para o passado, a primeira imagem são os progressos científicos dos últimos trinta anos. Os grandes cientistas estabeleceram e mapearam o campo teórico assim é possível dizer que em termos científicos vivemos ainda no século XIX e que o século XX aindanão começou, nem talvez comece antes de terminar. Recorrendo á teoria sinergética, vivemos num sistema visual muito instável em que a mínima flutuação da nossa percepção visual provoca rupturas na simetria do que vemos.
Rousseau formula várias questões, esta última questão rezava assim o progresso das ciências e das artes contribuirá para purificar ou para corromper os nossos costumes? Para lhe darresposta Rousseau fez as seguintes perguntas. Há alguma relação entre a ciência e a virtude? Há alguma razão de peso para substituímos o conhecimento vulgar que temos da natureza e da vida e que partilhamos com os homens e mulheres de nossa sociedade pelo conhecimento científico produzido por poucos e inacessível á maioria? Contribuirá a ciência para diminuir o fosso crescente na nossa sociedadeentre o que se é e o que se aparenta ser, o saber dizer e o saber fazer, entre a teoria e a prática? Perguntas simples a que Rousseau responde, de modo igualmente simples, com um redondo não.
O Paradigma Dominante
O modelo de racionalidade que preside á ciência moderna constituiu-se a partir da revolução científica do século XVI e foi desenvolvido nos séculos seguintes basicamente no domínio daciência naturais. A partir de então pode falar-se de um modelo global de racionalidade científica que admite variedade interna, mas que se distingui e defende, assim a nova racionalidade científica é também um modelo totalitário. E esta a sua característica fundamental e a que melhor simboliza a ruptura do novo paradigma científico com os que o precedem. Esta nova visão do mundo e da vidareconduz-se a duas distinções fundamentais, entre conhecimento científico e conhecimento do senso comum, por um lado, e entre natureza e pessoa humana, por outro lado as idéias que presidem á observação e á experimentação são as idéias claras e simples a partir das quais se podem ascender a um conhecimento mais profundo e religioso da natureza. Essas idéias são as idéias matemáticas.
A matemáticafornece a ciência moderna, não só o instrumento privilegiado de analise, como também a lógica da investigação, como ainda o modelo de representação da própria estrutura da matéria. A matemática na ciência moderna derivam duas conseqüências principais: Em primeiro lugar, conhecer significa quantificar. O rigor científico ofere-se pelo rigor das medições. O que não é quantificável é cientificamenteirrelevante. Em segundo lugar, o método científico assenta na redução da complexidade.
O mundo é complicado e a mente humana o pode compreender completamente. Conhecer significa dividir e classificar para depois para depois poder determinar relações sistemática entre o que se separou. Aristóteles distingue quatro tipos de causa: A causa material, a causa formal, a causa eficiente e a causa final. Odeterminismo mecanicista é o horizonte certo de uma forma de conhecimento que se pretende utilitário e funcional, reconhecido menos pela capacidade de compreender profundamente o real do que pela capacidade de o dominar e transformar.
A Crise do Paradigma Dominante
A crise do paradigma dominante é o resultado interativo de uma pluralidade de condições. Distingo entre condições sociais e...
tracking img