Zezinho e o coronel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1326 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1.Definir e determinar a origem do gênero crônica. (2 pontos)
A palavra crônica é derivada do latim Chronica e do grego Khrónos (tempo), e significado principal que acompanha esse tipo de texto é exatamente o conceito de tempo. A crônica é o relato de um ou mais acontecimentos em um determinado tempo. A quantidade de personagens é reduzida, podendo inclusive não haver personagens. É a narraçãode um fato do cotidiano das pessoas, algo que naturalmente acontece com muitas pessoas. Esse fato é incrementado com um tom de ironia e bom humor, fazendo com que as pessoas vejam por outra ótica aquilo que parece óbvio demais para ser observado.
Quando a crônica surgiu era um relato de acontecimentos históricos, que eram registrados por ordem cronológica. Podia usar uma visão mais geral oumais particular, assim como podia destacar fatos mais relevantes ou secundários. A partir de Fernão Lopes, no século XVI, é que a crônica começou a tomar uma perspectiva individual ou interpretativa.
A crônica de teor crítico surgiu junto com a imprensa periódica (folhetins e jornais), no século XIX. Começou com um pequeno texto de abertura que falava de maneira bem geral dos acontecimentos dodia. Depois passou a assumir uma coluna nos folhetins (coluna da primeira página do periódico) e por fim adentrou de vez ao Jornalismo e à Literatura.
fonte: infoescola

2.Comparar um dos textos do livro “Brás, Bexiga e Barra Funda” e sua crônica. Analisar e responder: os dois são crônicas? Explique e exemplifique. (2 pontos)
Texto de "Brás,Bexiga e Barra Funda" a ser comparado: Sociedade.Texto designado de "Dois Amigos e um Chato" : Zezinho e o Coronel.
Ambos os textos são enquadrados no gênero crônica.
No texto "Sociedade" trata-se dos imigrantes italianos que sofriam uma discriminação social da elite paulistana, além do que, no início da crônica a família italiana era apenas comerciante de feira e vendedora de batatas .No texto "Zezinho e o coronel" trata-se da "perseguição" doCoronel Iolando sob o Zezinho desde quando ele era criança e jogava futebol na rua.
Em ambos os textos existe uma história de amor impedida pelos pais,em "Sociedade"o impedimento vem da parte dos pais paulistanos que não queriam que a sua filha Teresa Rita casasse com "um filho de um carcamano". Em "Zezinho e o coronel" Iolando não queria que a sua filha namorasse muito menos casasse comZezinho, "aquele vagabundo,cachorro, comunista". As duas crônicas podem representar uma versão irônica e moderna do clássico "Romeu e Julieta". Porém, o casamento foi realizado em ambas as crônicas, na crônica de "Brás,bexiga e barra funda" o casamento acontece após a ascenção social e financeira da família Melli(italiana), que propôs uma sociedade de negócios com a família paulistana(esta aceitou),depois de seis meses "a outra proposta foi feita de fraque" e o casamento foi realizado com a benção das duas famílias. Já na crônica de"dois amigos um chato"o casamento foi realizado sem o conhecimento do pai da noiva, pois o casal fugiu para igreja na ausência do mesmo para casar-se. São as irônias, dos casamentos apesar de em algum momento terem sido impedidos, foram realizados, que causam ohumor nas crônicas.

3. Caracterize os personagens do seu texto. (1 ponto)
Zezinho : Menino que cresceu no bairro, jogava futebol na rua, era sempre "perseguido" pelo Coronel Iolando que na sua infância era Sargento, também conhecido por "driblar" os impedimentos Coronel, que apesar de por diversas vezes o ameaçar não se esquivava de seus objetivos. Quando ficou mais velho começou aengraçar-se para a filha do Coronel, Irene, fez investidas e firmou o namoro escondido.
Coronel Iolando: Conhecido por ser severo, firme, e impedir as brincadeiras de crianças na sua rua. Sempre se manteve oposto a Zezinho, e jamais permitiria que sua filha Irene namorasse e muito menos casasse com Zezinho, por quem ele não tinha uma boa estima.
Irene: Filha do Coronel Iolando, que ninguém...
tracking img