Weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1502 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Entende-se por política o conjunto de esforços feitos para se chegar ao poder, ou para influenciar a divisão do poder; seja entre Estados ou no interior de um Estado. Visto que o Estado é definido, principalmente, pelo uso da força de modo legítimo, ou seja, ele é a única instituição em que a violência é seu instrumento específico.
Assim sendo, quando o homem se entrega à política, ele, dealguma forma, aspira ao poder.
O Estado consiste então, numa relação de dominação do homem sobre o homem, entendendo-se que poder difere de dominação, enquanto o primeiro tem a probabilidade de impor a própria vontade numa relação social, ainda que sob resistências , o segundo tem probabilidade de encontrar obediência a uma ordem entre pessoas específicas tem-se desse modo, três tipos de dominaçãoque conferem legitimidade:
1) Carismática = a autoridade se funda na figura de um líder.Legitimada pela fé na características extraordinárias do líder, portanto não tem necessidade do reconhecimento de instituições, regulamentos ou costumes.
2) Tradicional = há uma legitimidade fundada pelos costumes adquiridos, o reconhecimento é antigo.
3) Legal-racional = se fundamenta na validezdo aparato legal, no conjunto de regras estabelecidas racionalmente.
A obediência é condicionada pelo medo ou esperança.
Esses três tipos de dominação não se encontram da forma “pura” como aqui se estabelece.
Como o tema abordado principalmente pelo texto é a vocação política, a atenção é direcionada para o primeiro tipo de dominação, a carismática; pois é onde é claramente reconhecida avocação do homem para a política.
A devoção do homem não se dá pelo aparato legal nem pelos costumes, mas somente pela pessoa e pelas qualidades do chefe. Contudo esse homem não é a única fonte do poder político, é necessário entender os meios de gestão de que eles podem usufruir.
Para uma dominação se manter, é necessário a obediência dos súditos e o controle dos bens materiais por parte daqueles quedevem ser os detentores da força legítima. A obediência se funda, principalmente, pelos interesses pessoais, seja pela retribuição material ou/e prestígio social.
Com o desenvolvimento do Estado moderno, é visível que, para que ele se mantenha, torna-se imprescindível que o Estado exproprie os poderes privados que detém força administrativa, a fim de que seu poder seja independente e sua forçaseja superior a qualquer outra. Assim sendo, até mesmo aqueles que executam as funções administrativas não detém o seu poder, mas somente o estabelece para o Estado.
*Weber aqui faz um paralelo desse desenvolvimento do Estado com o capitalismo, já que este domina aos poucos os produtores independentes.
Ao longo desse processo de expropriação, surgem os novos “políticos profissionais”, que antessomente se colocavam a disposição do príncipe, e portanto não almejavam cargos de poder.
É possível então entender que pode-se exercitar a política de diversas maneiras, de modo “ocasional”, transformá-la em profissão secundária ou principal. Do primeiro modo, é o que todas as pessoas fazem ao manifestar acordo ou aprovação em uma reunião política, ao votar, ao fazer um discurso político. Nosegundo caso, são como exemplo, aqueles que têm cargos de confiança, ou seja, participam da vida política sem torná-la sua “vida”, tanto no sentido material ou moral; pode-se também incluir aqueles que detêm meios de gestão.
Há então duas maneiras de fazer política, ou se vive “para” a política ou “da” política. Contudo uma não exclui a outra. Quem vive para a política, a transforma no “fim desua vida”; a distinção, portanto, se dá no aspecto econômico. Aquele que a política somente como sua fonte de renda vive “da” política e o contrário “para” a política. Então para que um homem possa viver “para” a política, torna-se necessário que ele tenha recursos para se manter, a fortuna pessoal assegura sua independência econômica. Além disso, ele deve ser “economicamente disponível”, ou...
tracking img