Volley

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MINI-VOLEIBOL

Um caminho para a iniciação

INTRODUÇÃO

Desde que o mini-voleibol (MVB) foi criado, no início dos anos sessenta, F. Mahlo (ex RDA) apontava importantes deficiências no ensino esportivo como insuficiência de motricidade esportiva: substimação dos esforços suportáveis nas crianças. Para reparar estas faltas constatadas, ele defendia métodos científicos a serem utilizados. Aformação lúdica e os pequenos jogos, como meio de educação relativamente simples, poderiam auxiliar o ensino esportivo.

Criava-se assim a idéia de um método que pudesse, na maior parte de suas ações, utilizar os pequenos jogos como fator de motivação e transfer positivo, onde as crianças aproveitam experiências anteriores como base para a aquisição de novas habilidades.

No ano de 1975, afederação Internacional de Volley-Ball (FIBV) realizou um Congresso na Suécia, com a participação de experts de diversos países e, tomando como referência as experiências realizadas, resolveu criar um método para a iniciação denominado: mini-voleibol.

Justificativa: O mini-volei consiste em um método simples e adaptado às capacidades e às necessidades das crianças de oito a quatorze anos, para aaprendizagem do voleibol.

A principal questão ao se tratar de iniciação, é a conquista da afeição do praticante ao desporto voleibol, pois o voleibol, se comparado a outras modalidades, possui alguns pontos negativos.

A rapidez de execução do gesto técnico aliado à impossibilidade de manter a bola alguns segundos em seu poder, como acontece em outras modalidades desportivas (exemplo:basquetebol), pode dificultar o aprendizado dos fundamentos do jogo.

O praticante, na iniciação, está em fase de construção das capacidades motoras, portanto, algumas noções básicas como domínio do espaço e domínio do tempo, não estão definidos, podendo também dificultar a aquisição dos gestos técnicos.

O não domínio do gesto técnico básico correto, toque e manchete, pode acarretar lesões aopraticante.

O ponto de maior importância nessa face de iniciação é: "Como conquistar a criança para a prática do voleibol?"

Objetivos: Familiarizar as crianças e fazer com que elas gostem de voleibol, pois a dedicação ao esporte na infância, normalmente se mantém pelo resto da vida. Introduzir o voleibol a crianças de oito a quatorze anos e antecipar-se aos outros esportes, atraindocrianças, o mais cedo possível para o Voleibol.

Delimitação: O método de iniciação se limitará às crianças que corresponderem às faixas de oito a quatorze anos, dentro da prática do voleibol.

DESENVOLVIMENTO

O mini-voleibol é dividido em cinco fases, estas distribuídas da seguinte forma:

1) Base ao MV- domínio da bola em movimento;

2) Preparação para o MV;

3)Introdução ao MV- jogo com interrupções;

4) Aperfeiçoamento ao MV - baby voleibol e

5) Mini-Voleibol - transição para o voleibol normal.

1) Base ao MV

Familiarizar a criança com a bola, a quadra, a rede, ensinando as posturas básicas e movimentação na quadra; segurando, arremessando, lançando e rolando diferentes tipos de bolas (Plástico, borracha, futebol,vôlei, etc.), praticando diferentes tipos de pequenos jogos para desenvolver qualidades físicas como velocidade, agilidade, força e reação.

2) Preparação para o Mini-Voleibol

Preparação para o toque, a manchete e o saque por baixo, permitindo um jogo de voleibol simples: 2x2. São ensinados os princípios de formação inicial, movimentos de acordo com as situações de jogo, cooperação como colega, observação do oponente e posicionamento na quadra. Contínuo desenvolvimento de preparação física básica, através de movimentos rápidos na direção da bola, saltos e deslocamentos de diferentes formas.

3) Introdução ao Mini-Voleibol - Jogos com Interrupções

O objetivo do trabalho nesta fase é a aquisição dos gestos técnicos básicos: toque, manchete, saque por baixo,...
tracking img