Vitral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1292 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de Artes

Vitral







Vitral
O vitral (da língua francesa "vitrail") é um tipo de vidraça composta por pedaços de vidro coloridos, que geralmente representa cenas ou personagens. É um dos elementos arquitectónicos característicos do estilo gótico.Definição
Vitral é um desenho elaborado com pedaços pequenos de vidro ou algum outro material semelhante (plástico acrílico). Uma das características mais importantes dos vitrais é a variedade de cores.

Os vitrais podem ser encontrados em grande parte das igrejas católicas. Retratam cenas religiosas, principalmente, passagens da Bíblia Sagrada.

Durante a IdadeMédia, os europeus se destacaram na elaboração de vitrais feitos de pedaços de vidro. Porém, foi durante o Império Bizantino que os vitrais ganharam em beleza e cores. As igrejas bizantinas eram repletas de lindos vitrais.

Atualmente este tipo de arte ainda é muito valorizada, principalmente pelos artesãos que a utilizam para dar beleza às suas obras de arte.
História
O vitraloriginou-se no Oriente por volta do século X.
Tendo florescido na Europa durante a Idade Média, os vitrais foram amplamente utilizados na ornamentação de igrejas e catedrais, uma vez que o efeito da luz do Sol que por eles penetravam, conferia uma maior imponência e espiritualidade ao ambiente, efeito reforçado pelas imagens retratadas, em sua maioria cenas religiosas.

Adicionalmente,serviam como recurso didáctico para a instrução do catolicismo a uma população inculta e analfabeta
Técnicas
As técnicas utilizadas para a produção de vitrais são:
• Tradicional - empregada até aos nossos dias, emprega peças de chumbo em formato de "U" ou de "H" como suporte para os diversos vidros que constituem o painel. A cor nas peças de vidro era originalmente obtidapela adição de substâncias como o bismuto, o cádmio, o cobalto, o ouro, o cobre e outros, à massa de vidro em fusão. De peso elevado, os vitrais assim construídos apresentavam problemas de estrutura, estanquiedade, fragilidade, deformação, corrosão electrolítica, manutenção difícil, além de elevado custo.

• Tiffany - criada por Louis Comfort Tiffany no início do século XX, também é referidacomo vidro e fita de cobre. As peças de vidro, envolvidas pela fita de cobre, são estanhadas e soldadas entre si. A coloração é obtida como na técnica tradicional. Embora pouco usada em grandes superfícies, permite a montagem de pequenas peças em três dimensões, como por exemplo caixas, candeeiros, e outras.


• Fusing - consiste em fundir vários vidros num só.
• Overlay - ténicacontemporânea, que emprega um vidro-base (por exemplo, de tipo martelado, duplo, laminado, temperado ou outros), que recebe uma camada ("layer") que contem as pistas em relevo e as áreas coloridas. Essa camada pode ser criada diretamente no vidro por reação química de resinas epóxi e materiais compósitos mas há empresas, como a britânica Decra-Led, que fornecem tiras de chumbo e películas de corauto-colantes que, embora com pouca durabilidade, permitem uma montagem vertical em janelas já existentes.

• Termoformado - consiste em dar volume a um vidro plano, utilizando um molde que dá forma ao vidro após este ser fundido a alta temperatura. Em conjunto com a técnica de "fusing" pemite criar vitrais tridimensionais, como por exemplo em candeeiros, cinzeiros, pratos, e outros.

•'Técnica de Grisalha e Esmaltes' - Usada em conjunto com a técnica "tradicional". A grisalha é uma "tinta" artesanal usada para pintar pormenores (caras, mãos, sombras) pequenos demais para serem recortados em chumbo. Adere ao vidro depois de um processo de cozedura, resultando geralmente em tons amarelo/castanho. Na sua fórmula entram componentes como o nitrato de prata, goma e componentes mais...
tracking img