Violencia sexual contra mulher

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2541 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
superior serviço social
fabiana guimarães dias

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I RELATÓRIO: CARACTERIZAÇÃO SÓCIO-INSTITUCIONAL











Euclides da Cunha-BA
Euclides da Cunha
2011

fabiana guimarães dias

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EMSERVIÇO SOCIAL I
RELATÓRIO: CARACTERIZAÇÃO SÓCIO-INTITUCIONAL


Trabalho apresentado ao Curso Superior Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para o Tema Estágio Supervisionado em Serviço Social. Módulo 5.
Orientadora: Profª. Rosane AP. Belieiro Malvezz









Euclides da Cunha – BA2011
Sumário

1-CARACTERIZAÇÃO SOCIO-INSTITUICIONAL
1.1- CRAS lutando poruma sociedade melhor
ANEXO I – PLANO DE ESTÁGIO
1-IDENTIFICAÇÃO
2- JUSTIFICATIVA
3-OBJETIVOS
3.1 Objetivo Geral
3.2 Objetivos Pedagógicos
4-SUPERVISÃO ACADEMICA
5-ORIENTAÇÃO ACADEMICA
6-AVALIAÇÃO
ANEXOS II
Ficha de supervisão de campo e acadêmica
II Ficha de supervisão de campo e acadêmica
ANEXOS III
Ficha de acompanhamento do estágio
ANEXOS IV
Roteiro para elaboração daAvaliação de Estágio Curricular Obrigatório I
REFERÊNCIAS

CRAS LUTANDO POR UMA SOCIEDADE MELHOR

Os Centros de Referência da Assistência Social - CRAS uma unidade de proteção social básica do SUAS, que tem por objetivo prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidades e riscos sociais no Município de Canudos – BA, por meio de desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimentos devínculos familiares e comunitários, e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania, a instituição fica situada na Avenida JK s/n, foi fundada no dia 18 de agosto de 2010.
O CRAS visa um atendimento continuado, com intervenções especializadas, e acontece desde a escuta feita pelosprofissionais, até os encaminhamentos para a rede de proteção social e o sistema de garantia de direitos.
OCRAS em funcionamento desenvolve, obrigatoriamente, a gestão da rede socioassistencial de proteção básica do seu território e oferta do programa de atenção integral à família.O CRAS é composto por assistentes sociais,psicólogos, entre outros profissionais.
Assim, procura fortalecer os vínculos familiares e a defesa e promoção do direito à convivência familiar e comunitária, finalidades da politicada assistência social, é um grande desafio. A assistência social também compreende a família como um espaço contraditório, marcado por conflitos e desigualdades que perpassam e resignificam as relações familiares e comunitárias.
OCRAS é a unidade pública responsável pela oferta do Programa de Atenção Integral às Famílias – PAIF e, dessa forma, deve dispor de espaços que possibilitem odesenvolvimento das ações previstas por este serviço. Base oficial de informações para o processo de monitoramento anual dos CRAS, coordenado pela Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) e pela Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI), do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. O CRAS procura atender as famílias com situações de vulnerabilidade e risco socialdetectadas no território, de forma a garantir ao usuário o acesso à renda, serviços, programas e projetos, conforme a complexidade da demanda, recebendo encaminhamento do nível de maior complexidade (proteção social especial) e garante a proteção básica, inserindo o usuário em serviço, benefício, programa e/ ou projeto de proteção básica.
Na proteção Social Básica, se diferencia das demais, pois além daoferta de serviços e ações, possui as funções exclusivas de ofertas públicas do trabalho social com famílias do PAIF e de gestão territorial da rede socioassistencial de proteção social básica. Esta última função demanda do CRAS um adequado conhecimento do território, a organização e articulação das unidades de rede social a ele referenciadas e o gerenciamento do acolhimento, inserção, do...
tracking img