Violencia sexual contra criancas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1456 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 3
A família na sociedade contemporânea.......................................................................4

Visão da Política Nacional de Assistência social sobre as famílias independente do arranjo familiar..............................................................................................................5

Benefícios Assistenciais garantidos aqualquer tipo de arranjo familiar.......................6

Conclusão....................................................................................................................7
INTRODUÇÃO

Este texto ira falar sobre os estudos realizados a respeito da família na sociedade contemporânea. Analisando as transformações no cotidianofamiliar, as mudanças e inversões de papeis de homens e mulheres chefes de família.
Esta nova visão de família, onde o chefe não é mais o chefe mas sim a chefe, onde homossexuais integram novas formas de arranjos familiares, é necessária ser estudada e refletida para então ser compreendido. Essas mudanças por sua vez, são características da globalização em sua dimensões socioeconômicase culturais.
A questão sobre benefícios de assistência também será abordado com o objetivo que independente do arranjo familiar as famílias que necessitarem de determinados beneficio serão atendidas, tendo consciência de que o beneficio deve ser um estimulo para elas saírem da pobreza e não se acomodarem.

Os Novos Arranjos familiares

A família na sociedade contemporâneaConhecemos o significado de família através de membros que possuam relações consangüíneas, ou mesmo que moram em uma mesma casa. A relação familiar é considerada o primeiro meio de socialização, é neste meio que vão nascer os valores e padrões culturais daqueles que integram a família.
A família contemporânea é caracterizada como a família mutilada dos tempos atuais. É composta pelaunião de duas pessoas, com ou sem filhos, e possui duração relativa. O poder e a autoridade tornam-se um problema a partir do momento que ocorrem as separações, os divórcios. Acaba por se tornar uma situação complicada, e a família é vista com múltiplas aparências e a forca do poder torna-se descentralizado.
Com relação a imagem do homem como chefe de família, isso mudouradicalmente. Hoje ele já não é mais visto como único ser ¨supremo¨ chefe de família, pois o que vemos em nossa sociedade contemporânea é um grande numero de mulheres chefes de família. Baseado em uma pesquisa no ano de 2002, mostra que ¼ dos chefes de famílias brasileiros eram do sexo feminino. Entre as regiões do Brasil, a maior parte foi encontrada na região norte, cerca de 28,7% e a menor parte no sul,23,8%. A maior concentração esta no estado do Amapá, 40,7% e no Mato Grosso foi encontrada a menor taxa: apenas 20% dos chefes de falia são do sexo feminino.
Segundo dados do IBGE, de 2001 a 2009, o numero de famílias chefiadas por mulheres no Brasil subiu aproximadamente 27% para 35% do total. A estimativa é de 21.933.183 o numero de famílias tendo como chefe de família uma mulher.Antigamente o homem tinha como dever prover o sustento do lar e a mulher era quem cuidava dos afazeres domésticos e das crianças. As informações mostram que muitos desses valores foram quebrados com a inserção da mulher no mercado de trabalho e que em muitos casos as posições se inverteram, o homem é quem fica em casa enquanto a mulher sai para trabalhar. Entretanto outros tipos dearranjos familiares também vem se destacando na contemporaneidade.
Existem os arranjos de famílias homossexuais tanto feminina como masculina, família de convivência, enfim vários tipos de arranjos familiares que com os tempos modernos tomaram forças e se destacaram. Atualmente, no dia 5 de maio de 2011, foi aprovada a união estável entre as famílias gays pelo Supremo Tribunal...
tracking img