Vigilancia epidelmologica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Etapa 2 – busca de pistas
Fontes de infecção: animal doméstico (gato)
Período de incubação do agente: É extremamente variável, desde dias até anos, com uma média de 45 dias, no homem, e de 10 dias a 2 meses, no cão. Em crianças, existe tendência para um período de incubação menor que no indivíduo adulto. O período de incubação está diretamente relacionado à:
• localização, extensão eprofundidade da mordedura, arranhadura, lambedura ou contato com a saliva de animais infectados;
• distância entre o local do ferimento, o cérebro e troncos nervosos;
• concentração de partículas virais inoculadas e cepa viral.
Modos de transmissão: A transmissão da raiva se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura e, mais raramente, pelaarranhadura e lambedura de mucosas.
Existe, na literatura, o relato de oito casos de transmissão inter-humana por meio de
transplante de córnea. Nos Estados Unidos, em 2004, foram registrados quatro casos de raiva humana referentes a indivíduos que receberam órgãos doados (fígado, dois rins e artéria ilíaca) de um indivíduo que morreu por infecção pelo vírus da raiva. O mesmo ocorreu na Alemanha, em2005, com três indivíduos após transplante de órgãos (pulmão, rim e pâncreas) de um indivíduo que faleceu devido àquela infecção. Em ambos os países, os doadores dos órgãos não tiveram suspeita diagnóstica de raiva. Possibilidade remota de transmissão sexual, respiratória, digestiva (em animais) e vertical também são relatadas.

Faixa etária, sexo, raça e grupos sociais mais acometidos:

Todos osmamíferos são suscetíveis à infecção pelo vírus da raiva. A imunidade é conferida por meio de vacinação, acompanhada ou não por soro; dessa maneira, pessoas que se expuseram a animais suspeitos de raiva devem receber o esquema profilático, assim como indivíduos que, em função de suas profissões, se mantêm constantemente expostos.

pessoas com risco de exposição permanente ao vírus da raiva,durante atividades ocupacionais, como:
* médicos veterinários;
* biólogos;
* profissionais e auxiliares de laboratório de virologia e anatomopatologia para raiva;
* estudantes de Veterinária, Biologia e Agrotécnica;
* profissionais que atuam no campo na captura, vacinação, identificação e classificação de mamíferos passíveis de portarem o vírus, bem como funcionários dezoológicos;
* pessoas que desenvolvem trabalho de campo (pesquisas, investigações eco epidemiológicas) com animais silvestres;
* espeleólogos, guias de ecoturismo, pescadores e outros profissionais que trabalham em áreas de risco.
* Pessoas com risco de exposição ocasional ao vírus, como turistas que viajam para áreas de raiva não controlada

Presença de outros casos na localidade: não háPossibilidade da existência de vetores ligados à transmissão da doença: cão que foi arranhado pelo gato.

Fatores de risco: Todos os mamíferos são suscetíveis à infecção pelo vírus da raiva. A imunidade é conferida por meio de vacinação, acompanhada ou não por soro; dessa maneira, pessoas que se expuseram a animais suspeitos de raiva devem receber o esquema profilático, assim como indivíduosque, em função de suas profissões, se mantêm constantemente expostos.

pessoas com risco de exposição permanente ao vírus da raiva, durante atividades ocupacionais, como:

médicos veterinários;
• biólogos;
• profissionais e auxiliares de laboratório de virologia e anatomopatologia para raiva;
• estudantes de Veterinária, Biologia e Agrotécnica;
• profissionais que atuam no campo nacaptura, vacinação, identificação e classificação de mamíferos passíveis de portarem o vírus, bem como funcionários de zoológicos;
• pessoas que desenvolvem trabalho de campo (pesquisas, investigações eco epidemiológicas) com animais silvestres;
• espeleólogos, guias de ecoturismo, pescadores e outros profissionais que trabalham em áreas de risco.
Pessoas com risco de exposição ocasional ao vírus,...
tracking img