Venezuela e seus vizinhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A VENEZUELA E OS SEUS VIZINHOS
Amado Luiz Cervo *

Introdução
A ênfase deste estudo consiste em definir o papel estratégico da Venezuela para as relações internacionais da América Latina em geral e da América do Sul em particular. Serão examinados os antecedentes históricos das relações regionais da Venezuela e aprofundados os eixos de ação do lado da Colômbia, da Guiana e do Brasil. Apresença da Venezuela nos órgãos e blocos regionais consta entre os objetivos de outro estudo, porém sendo tomado em consideração nas conclusões do trabalho.

1. Petróleo e democracia: o peso da história recente
O Governo venezuelano enfrentou durante décadas dificuldades em estabelecer sua estratégia de relações com os vizinhos. Desde os anos cinqüenta do século XX, obedecia este Governo a impulsoscontraditórios em suas relações regionais: ou controlar a cooperação e a integração, ou desprezá-la. Compreende-se, pois, que tenha reagido com desdém ante a iniciativa da Operação Pan-Americana lançada pelos presidentes do Brasil, Juscelino Kubitschek, e da Argentina, Arturo Frondizi, em 1958. A opinião pública venezuelana também reagiu indignada, àquela época, diante da idéia de criação de ummercado comum latino-americano, considerada pelo Ministro das Relações Exteriores, Ignacio Luis Arcaya, uma iniciativa sem criatividade. Desse modo, a criação da Associação Latino-Americana de Livre Comércio (ALALC) pelo Tratado de Montevidéu, de 1960, surpreendeu o Governo e o setor privado da Venezuela. Os impulsos contraditórios da política regional venezuelana apoiar-se-iam, desde então, em duaspercepções que alimentariam o sentimento de autoconfiança: a superioridade econômica advinda da riqueza petrolífera e a superioridade política advinda da tradição democrática, inaugurada por Rômulo Betancourt, em 1959.
Revista Cena Internacional. 3 (1): 5-24 [2001] * Professor titular de História da Política Exterior do Brasil da Universidade de Brasília (UnB).

6
○ ○ ○ ○ ○ ○

A VENEZUELA EOS SEUS VIZINHOS
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Amado Luiz Cervo
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

A primeira alicerçava-se no fato de a Venezuela haver-se convertido nos anos cinqüenta no segundo produtor mundial e no primeiro exportador mundial de petróleo, o que lhe permitiu atrair capitais e empresas norte-americanas, dos quais se esperava o impulso modernizador. A segundaexpressar-se-ia na doutrina Betancourt, uma determinação de somente reconhecer governos oriundos de eleições realizadas consoante normas constitucionais. Ocupando uma posição geográfica estratégica entre o Caribe e a América do Sul, a Venezuela, com sua pujante economia, apesar de população pequena ( seis milhões de habitantes ), tinha ambições de peso sobre o sistema interamericano. O Governo venezuelanoantecipou-se à Operação Pan-Americana com o objetivo de administrar a solidariedade americana, fundando-a sobre a riqueza nacional do petróleo. Em julho de 1956, o Presidente Marcos Pérez Jiménez, por ocasião da reunião dos chefes de Estado das nações da América no Panamá, propôs solenemente a criação do Fundo Econômico Interamericano, no mesmo espírito com que Juscelino Kubitschek lançaria aOperação Pan-americana dois anos depois e com que Perón buscara a integração latina anos antes. Sete países apoiaram a criação, quatro não emitiram opinião e nove propuseram que fosse encaminhada ao exame do Conselho Interamericano Econômico e Social da OEA. Nesse Conselho, o Governo dos Estados Unidos fez gestões ante outros para obstruir a aprovação da proposta, em reação semelhante aliás aoboicote que ofereceria à iniciativa brasileira do Presidente Kubitschek. O sistema interamericano haveria de girar em torno de propostas norteamericanas centradas sobre seus interesses nacionalistas ou paralisar. Irritado, reconheceu Pérez Jiménez em declaração pública:
“Pan-americanismo, solidariedade continental e outros conceitos do estilo só seguirão sendo proposições teóricas que fracassarão ou...
tracking img