Variados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 63 (15707 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capitulo I – As Origens 4
Povoamento 4
1ª e 2ª Revolução Neolítica (5000a.c. e 3000a.c.) 4
Invasões 5
O Império Romano 5
Elementos de União 5
Divisão da Península Ibérica em províncias 6
Povoamento do Norte e Sul 6
Queda do Império Romano do Ocidente e os Visigodos (séc. IV) 6
Invasões Bárbaras (sec.V) 7
Suevos 7
Visigodos 7
ConquistaÁrabe (séc VIII) 7
A Reconquista Cristã 8
Cap. II Nascimento de Portugal 9
Organização administrativa 9
D.Sancho I e cartas-de-foral 10
D.Afonso II e medidas de controlo 10
Aumento da população e dos centros urbanos 10
D.Sancho II 11
D.Afonso III: a organização dos municípios, Cortes e feiras francas 11
D.Dinis, a criação de uma identidade nacional 12
D.Afonso IV e aosconflitos externos 12
D.Fernando 12
D.Beatriz e a crise de sucessão 13
Capitulo III Expansão Marítima 13
D.João I 13
D.Duarte 13
Madeira e os Açores 14
África 14
Índia 15
Brasil 15
D.Afonso V 16
A sociedade portuguesa do século XV, XVI e XVII 16
João II 16
Conspiração de 88-94 17
Exploração marítima 17
D.Manuel I 18
Os Reis Católicos e aexpulsão dos judeus 18
Os Descobrimentos 18
Obra em Portugal 19
D.João III 19
D.Sebastião 19
Filipe I, II e III 20
A revolta do 1º de Dezembro de 1640 20
D.Joao IV 20
D. Afonso VI 21
D.Pedro II 21
D.João V 21
D. José 21

Capitulo I – As Origens


“Não faz sentido hoje falar de uma unidade de território português baseada em condições naturais ou de umaindividualidade geográfica…”

Portugal pouco difere da restante Península Ibérica, as únicas fronteiras notáveis são as políticas. Solo, clima, maneiras de viver e condições económicas gerais são semelhantes.
A única diferença que se poderá afirmar e que na zona portuguesa existe uma extensão de planalto maior.

Sendo o país mais ocidental da Europa, foi durante muitos anos conhecido como ofim do mundo, Finisterre. Possui uma costa de poucas aberturas, apesar das longas tiras de praia, e poucos portos naturais, entre 3 a 4, sem golfos, com fortes ventos ocidentais e uma plataforma continental estreita, explicando uma vida marítima limitada, restringida à pesca local ou de curta distância. Ditas as coisas deste modo, Portugal não parece um país favorável às descobertas marítimas edurante séculos estaria atrasado em relação ao mundo. É de notar que ao longo dos tempos, com as invasões houve uma região que devido á sua geografia se manteve razoavelmente inalterada – as Astúrias, os Montes Cantábricos e o Golfo de Biscaia no Norte. Primeiro pelo difícil acesso marítimo, de certo modo com condições climáticas e geográficas mais acentuadas que a restante Península e por seencontrarem resguardadas pelas montanhas a Sul, além de estarem longe das zonas de acesso dos povos invasores.

Portugal e os seus recursos naturais:
• Rios e cursos de água navegáveis
• Metais: cobre e estanho
• Água (essencial para a produção agrícola e pecuária)
• Abundância de florestas e madeira
• Abundância de animais selvagens

Povoamento

O Homem chegou a Península Ibérica àquase um milhão de anos.
1. Homo Erectus – recolectores e depois caçadores;
2. Homo Sapiens Neanderthaliensis.

Todas as culturas com maior ou menos intensidade estavam representadas em Portugal

Dois núcleos de povoamento
• Maior parte da actual Estremadura, Alentejo e Algarve.
• Minho, Trás-os-Montes e Galiza

Entre estes, na zona central do atual Portugal, existe uma espécie de terra deninguém, uma área de densidade populacional reduzida, criando uma coexistência pacífica e prevenindo lutas entre os diferentes povos. Com o tempo, aumentando a diferenciação cultural, estes povos tornam-se estrangeiros uns aos outros. (consultar Povoação do Norte e Sul)

De 8000 a 5000 a.c., várias culturas sucedem-se e existem várias invasões a partir de África: cria uma fusão que dá origem...
tracking img