Vantagem competitiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8830 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ambev: uma empresa com vantagem competitiva
By Fabio Portela on jul 05, 2010 with Comentários 3

Warren Buffett é muito conhecido por investir na Coca-Cola, uma empresa que, segundo ele mesmo, “poderia ser dirigida por um idiota” que ainda assim seria um bom investimento. A grande razão para a confiança de Buffett na empresa americana se deve ao poder de sua marca, que é universalmenteconhecida – o que explica o alto e crescente consumo de seus produtos em todo o planeta. Mas o investidor brasileiro pode ficar tranquilo. É possível investir em uma empresa lucrativa, proprietária de grandes marcas de bebida em vários países do mundo: a AMBEV.

Detentora de marcas como Brahma, Antarctica, Bohemia e Skol no Brasil, além de Quilmes, Budweiser e Norteña (entre várias outras) por mais de14 países nas três Américas, é inegável a vantagem competitiva da empresa com relação a suas competidoras. As marcas que detém estão entre as mais consumidas no país e nos países em que atua – a Quilmes, por exemplo, está entre as mais consumidas na Argentina, e a Budweiser é uma das marcas de cerveja mais conhecidas do planeta. A atuação agressiva da empresa indica o cumprimento das promesssas deinternacionalização de sua diretoria quando a empresa foi instituída, em 1999, quando houve a fusão entre a Brahma e a Antarctica. Nem por isso a AMBEV deixou o mercado interno de lado:  a empresa detém 68,7% de participação no mercado brasileiro.

Os resultados da empresa nos últimos 8 anos foi fantástico: apesar de uma pequena retração nos anos de 2002 a 2005, desde então  houve crescimentoexpressivo no lucro por ação. Mas mesmo o período de 2002 a 2005 pode ser explicado: apesar da queda do lucro líquido (de R$ 1,510 bilhões em 2002 para R$ 957 milhões em 2005), a empresa expandiu em muito seus ativos (de R$ 5,049 bilhões em 2002 para R$ 30,348 bilhões em 2005 – em 2009, alcançou a marca de R$ 40 bilhões). Ou seja, um aumento de 692% nos ativos da empresa. Em outras palavras, aqueda do lucro pode ser explicada por uma maciça política de investimentos. Como conseqüência, o patrimônio líquido da empresa (isto é, a diferença entre os ativos da empresa e o passivo exigível dela, ou suas dívidas) também teve um acréscimo fantástico como conseqüência desta política: aproximadamente 350% entre 2002 e 2009.

As vendas da empresa também tiveram aumento substantivo em todo operíodo considerado: apesar de pequenas quedas entre 2003 e 2004, a empresa teve um acréscimo de 665%, o que se refletiu em  um crescimento no lucro por ação de 294% entre 2002 e 2009, ou uma taxa anual de 21%. Nos últimos anos, a taxa de crescimento foi ainda mais acelerada: aproximadamente 30% ao ano -  e o lucro por ação da empresa cresceu quase 100% entre 2008 e 2009, ano em que houve o ápice de umadas piores crises das últimas décadas.

Isso indica a manutenção da política agressiva de crescimento, sem tanto endividamento. Para que o leitor tenha uma idéia, a dívida total na empresa em 2009 foi de R$ 7.280 milhões; como o lucro líquido da empresa no período foi de R$ 5.986,00 milhões. Em outras palavras, em pouco mais de um ano a empresa poderia pagar, somente com seu lucro líquido, todasas suas dívidas. Esse índice é fantástico.

Além disso, o mercado de atuação da empresa não exige grandes investimentos tecnológicos. Cerveja é cerveja; mesmo que mude a composição dos produtos ou a tecnologia de armazenamento, muito pouco pode ser modificado. No máximo, mais produtos são introduzidos no mercado, com o objetivo de alcançar mercados específicos, sem prejudicar os nichosanteriores. E as marcas da empresa já são tradicionais, com penetração e a confiança do público consumidor. Menos inovação no produto significa menos custos. Em um mercado que cresce em praticamente qualquer circunstância econômica e cujos preços normalmente acompanham a inflação, isso significa uma margem de lucro sobre as vendas excelente – no caso da AMBEV, de 65%.

A empresa também é muito...
tracking img