Uso de crase

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1155 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CRASE


1. Casos a considerar na aplicação da crase

Não existe crase

a) ANTES DE PALAVRA MASCULINA

Chegou a tempo ao trabalho.
Eles vieram a pé.
Vende-se a prazo.

Nos três exemplos o a é apenas preposição.

b) ANTES DE VERBO

Fiquei a admirá-la.
Ele começou a ter pesadelos.

c) ANTES DE ARTIGO INDEFINIDO

Levamos os produtos a uma empresa.
Refiro-me a umadiretora de Marketing.

d) Antes da expressão de tratamento introduzida pelos pronomes possessivos VOSSA ou SUA ou ainda da expressão VOCÊ, forma reduzida de VOSSA MERCÊ

Enviei dois ofícios a Vossa Senhoria.
Traremos a Sua Majestade uma mensagem de paz.
Eles queriam oferecer flores a você.


e) ANTES DE PRONOMES DEMONSTRATIVOS ESTA E ESSA

Não me refiro a esta carta.
Os críticosnão deram importância a essa obra.

f) ANTES DOS PRONOMES PESSOAIS

Nada revelei a ela.
Dirigiu-se a mim com ironia.

g) QUANDO O A ESTIVER NO SINGULAR E A PALAVRA SEGUINTE ESTIVER NO PLURAL

Falei a vendedoras desta firma.
Refiro-me a pessoas curiosas.

REFIRO-ME ÀS VENDEDORAS (AOS VENDEDORES)
REFIRO-ME ÀS PESSOAS (AOS INDIVÍDUOS)


2. PROCEDIMENTOS PARA ENTENDER O PORQUÊDAS RESTRIÇÕES NO USO DA CRASE


Conforme explicado anteriormente, a crase é a superposição do A preposição com o A artigo feminino.


Uma maneira de verificar se você está utilizando a crase de maneira correta é a seguinte:


PENSE QUE À É A “NAMORADA” DO AO, OU SEJA, CASO VOCÊ TENHA DÚVIDAS, MODIFIQUE A FRASE, SUBSTITUINDO A EXPRESSÃO FEMININA POR UMA EQUIVALENTE NOMASCULINO. AINDA NÃO ESTÁ CLARO? ENTÃO, VEJAMOS A ADAPTAÇÃO DOS EXEMPLOS ANTERIORES:


Chegou AO tempo ao trabalho.
Eles vieram AO pé.
Vende-se AO prazo.

HORRÍVEL, NÃO? Se não é possível substituir pelo AO, então, deve-se colocar apenas o A.



Fiquei AO admirá-lo.
Ele começou AO ter pesadelos.

Também é impossível, não é? Então, coloque apenas o A.



Não me refiro AO ESTEDOCUMENTO.
Os críticos não deram importância AO ESTE TRABALHO.

Observem que aqui eu fiz alterações na expressão original: troquei a esta carta por AO ESTE DOCUMENTO e a esta obra por AO ESTE TRABALHO.


A impossibilidade de se utilizar o AO já indica que a única função do A nos exemplos citados é o de preposição.



3. Uso obrigatório de crase


Novamente a definição de crase: preposiçãoa + artigo definido a.

Exemplos:

Ele foi à cidade comprar carne.

Vamos fazer uma alteração:

Ele foi ao município comprar carne.

Isto prova o eterno “namoro” entre À e AO: se no masculino temos a utilização do AO, o equivalente feminino é o À.


Outros exemplos:

Pedimos um favor à diretora. Pedimos um favor ao diretor.

Muitos são insensíveis à dor alheia. Muitos sãoinsensíveis ao sofrimento alheio.

Os empregados deixam a fábrica. Os empregados deixam o escritório.

O perfume cheira a rosa. O perfume cheira a cravo.

O professor chamou a aluna. O professor chamou o aluno.

Devido à discussão de ontem, houve um mal-estar no ambiente. Devido ao problema de ontem, houve um mal-estar no ambiente.

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena...” (FernandoPessoa).

Tudo vale o esforço...

Dada a questão primordial envolvendo tal fato...
Dado o problema primordial...

DEVIDO À (DEVIDO AO) E DADA A (DADO O)

Dadas as respostas, o aluno conferiu a prova.
Dados os resultados....

Esta religião é semelhante à dos hindus (à religião dos hindus).
Este credo é semelhante ao dos hindus (ao credo dos hindus).



4. casos especiais: nomes delocalidades


Aqui o uso é mais complexo, mas ainda assim há como entender o uso ou não da crase.

Eu vou a São Paulo. Há crase ou não? Vejamos!


Use a seguinte dica: Eu vim de São Paulo. Eu vou a São Paulo. (se você diz, “eu vim de”, o equivalente é “eu vou a” (sem crase).

Eu vim da Bahia. Eu vou à Bahia. (DA e À)

Eu vim de Barcelona. Eu vou a Barcelona. (DE e A)

Eu vim do...
tracking img