Urbanismo renascentista em santa catarina nos séculos 17, 18 e 19

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Urbanismo Renascentista em Santa Catarina nos séculos 17, 18 e 19

Florianópolis

Vista da cidade do Desterro, atual Florianópolis, c. 1860.
Florianópolis consiste numa antigacidade colonial portuguesa originada a partir de um plano urbano ortogonal (início do século 18), cujas ruas partem de uma grande praça central de desenho retangular (atual Praça XVde Novembro) onde se localizam os principais edifícios públicos (igreja matriz/catedral, palácio do governo e câmara municipal), e que se estende até o mar. Deriva diretamente dosplanos urbanos renascentistas, relacionando-se aos modelos de Plaza Mayor difundidos na América pelos espanhóis nos séculos 16 e 17, e que passaram a ser aplicados pelos portugueses apartir do século 18 nas cidades que fundaram no Brasil. Destaca-se a localização da igreja na parte mais alta do sítio, em referência clara ao partido das acrópoles gregas daAntiguidade Clássica.

Lages

Planta da vila de Lages, 1769.

Panorama da cidade de Lages, 1896.
A cidade de Lages, assim como Florianópolis, é fruto de uma ação oficial da CoroaPortuguesa, que necessitava legitimar a posse sobre o território do Sul do Brasil em disputa com os espanhóis no século 18. Fundada em 1766, teve um plano urbano ortogonal que foidentro do possível executado, dando origem a um traçado viário regular organizado em torno de, não uma, mas duas praças centrais, sendo uma destinada à igreja matriz/catedral, e outra àcâmara municipal. Curiosamente, essa característica, que geralmente aparece em cidades medievais de desenho irregular e que deriva do modelo grego composto pela acrópole e pelaágora, não costuma integrar os planos urbanos ortogonais, nos quais a igreja matriz e a câmara municipal estão dispostas numa única praça central (como no caso de Florianópolis).
tracking img