Universo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universo



Índice

Universo…………………………………………………………………….. Página 1

Estrelas……………………………………………………………………….Página 2

Buraco Negro………………………………………………………………..Página 3

Teoria do fim do Universo………………………………………………………………………Página 4


Webgrafia / Fonte de Imagens ………………………………………Página 5

Universo

imagem1

O Universo é constituído por tudo o que existe fisicamente, atotalidade do espaço e tempo e todas as formas de matéria e energia. O termo Universo pode ser usado em sentidos contextuais ligeiramente diferentes, denotando conceitos como o cosmo, o mundo ou natureza.

A palavra Universo é geralmente definida como englobando tudo. Entretanto, usando uma definição alternativa, alguns cosmologistas têm especulado que o "Universo", composto do "espaço em expansão como oconhecemos", é somente um dos muitos "universos", desconectados ou não, que são chamados multiversos. Por exemplo, em Interpretação de muitos mundos, novos "universos" são gerados a cada medição quântica.

1

Estrelas

Imagem 2

As estrelas são enormes corpos celestes - entidades gasosas com uma variedade de massas, tamanhos e temperaturas. Estima-se que existam 100bilhões de estrelas no Universo! Há milhares de anos, o homem tem identificado e colocado nomes em constelações estelares. O Sol é o astro mais próximo da Terra, o único visível durante o dia e parece um grande e redondo disco no céu. As outras estrelas estão tão longe de nós que só cintilam no céu à noite. Esse brilho é causado pela distância que estão de nós e pelo efeito da atmosfera no nosso planeta.2

Nascimento De uma Estrela :

O Nascimento de uma estrela começa com uma imensa nuvem escura somente iluminada pela ténue luz estelar, que flutue no espaço vazio. muito pouco densa, porém não é uniforme. Há lugares onde a densidade é levemente maior que a média.
Pouco a pouco, em parte por azar e em parte por uma pequena acção gravitacional, a nuvem de gás começa a condensar-se aoredor desse ponto de maior densidade.
O processo é lento, pode-se passar vários milhares de anos sem se veja nada fora do comum em uma nebulosa como a que se imagina agora. São necessários milhões de anos.
A temperatura no interior da nuvem é baixa: da ordem de 10 graus kelvin; e o gás não possui temperatura interna suficiente para impedir que a nuvem caia-em-si-mesma, ou seja, que se contraiadevido a acção gravitacional.
Neste estágio a nuvem de gás está mais quente, pois o gás assim comprimido tende a esquentar-se (2000 a 3000 graus kelvin).
Mil anos mais tarde, no interior da nuvem encontramos uma bola incandescente 20 vezes maior que o sol e100 vezes mais brilhante que este. O calor em seu interior é suficiente para produzir reacções termonucleares com o hidrogénio do núcleo.Acaba de nascer uma estrela.
Uma das causas da condensação da nuvem de gás são as potentes explosões de supernovas (cuja definição veremos mais adiante). A poderosa onda de choque-matéria projectada a altas velocidades comprime o gás, criando lugares onde a densidade é maior. Porém o nascimento de uma estrela nem sempre tem um final feliz: Uma proto-estrela com massa menor que 0.08 massas solaresnão gera temperatura e pressão suficiente em seu interior para produzir as reacções termonucleares necessárias para ser uma estrela. Em tal caso se convertem em anãs marrons.

3
Por outro lado, se a proto-estrela tem uma massa maior que 80 massas solares a temperatura será tal que a pressão da radiação impedirá a condensação da nuvem.
Vida de uma Estrela

Maturidade das estrelas:

Umavez formada, uma estrela entra agora num período de estabilidade, em que tem de respeitar alguns equilíbrio fundamentais:
Equilíbrio térmico -> A energia produzida no interior deve ser proporcional à energia que é libertada no exterior;
Equilíbrio hidrostático –> A pressão em profundidade deve chegar para suportar o peso das camadas.
Mantendo-se estes equilíbrios na estrela, ela...
tracking img