Univeroso religioso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A REVELAÇÃO EM SI MESMA
Natureza e objeto da revelação:
• revelar-se a Si mesmo e dar a conhecer o mistério da sua vontade (cfr. Ef. 1,9),
• segundo o qual oshomens, por meio de Cristo, Verbo encarnado, têm acesso ao Pai no Espírito Santo e se tornam participantes da natureza divina (cfr. Ef. 2,18; 2 Ped. 1,4).
Preparação da revelação evangélica:• Deus, criando e conservando todas as coisas pelo Verbo (cfr. Jo. 1,3), oferece aos homens um testemunho perene de Si mesmo na criação (cfr. Rom. 1, 1-20) e, além disso, decidindo abrir o caminhoda salvação sobrenatural, manifestou-se a Si mesmo, desde o princípio, aos nossos primeiros pais.
• No devido tempo chamou Abraão, para fazer dele pai dum grande povo (cfr. Gén.12,2), povo que, depois dos patriarcas, ele instruiu, por meio de Moisés e dos profetas, para que o reconhecessem como único Deus vivo e verdadeiro, pai providente e juiz justo, e para que esperassem oSalvador prometido; assim preparou Deus através dos tempos o caminho ao Evangelho.

Consumação e plenitude da revelação em Cristo:
• Depois de ter falado muitas vezes e de muitosmodos pelos profetas, falou-nos Deus nestes nossos dias, que são os últimos, através de Seu Filho (Heb. 1, 1-2).
Aceitação da revelação pela fé:
• A Deus que revela é devida a«obediência da fé» (Rom. 16,26; cfr. Rom. 1,5; 2 Cor. 10, 5-6); pela fé, o homem entrega-se total e livremente a Deus oferecendo «a Deus revelador o obséquio pleno da inteligência e da vontade» e prestandovoluntário assentimento à Sua revelação.
Necessidade da revelação:
• Pela revelação divina quis Deus manifestar e comunicar-se a Si mesmo e os decretos eternos da Sua vontade a respeito dasalvação dos homens, «para os fazer participar dos bens divinos, que superam absolutamente a capacidade da inteligência humana».
• Deus, princípio e fim de todas as coisas, se...
tracking img