Unidade e complexidade do ser humano em edith stein

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1137 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
I SIMPOSIO FILOSOFICO INTERNACIONAL EDITH STEIN

21-23 setembro 2011

UNIDADE E COMPLEXIDADE DO SER HUMANO

Dra. Ângela Ales Bello

Síntese pe Paolo Cugini

Quais são as datas que se referem a E. Stein e o contexto?

E. Stein viveu na Alemanha no final do século XIX e morreu no 1942. O ambiente histórico no qual viveu foi atravessado pelas duas guerras mundiais. É a Alemanhadeterminada da ascese do Nazismo. Do ponto de vista cultural a segunda metade do XIX século em Europa se expande uma mentalidade que é a filosofia positivista. Positivo era a busca cientifica. O positivismo dizia que encontraram a verdade com a ciência. A primeira ciência que na Europa tinha uma nova configuração foi a ciência física. A novidade é a interpretação matemática da natureza. O positivismo dizque este modo de interpretar a natureza é valido, e não se refere só a natureza, mas também aos seres humanos. Nem todos são convencidos que esta seja o caminho valido para chegar a verdade. É no âmbito da filosofia que se forma esta mentalidade e as objeções a isso. Toda teoria tem uma base filosófica, pois se trata de uma visão do mundo. No plano filosófico começam as discussões, disputas sobre avalidade do positivismo. Tem dois movimentos que podemos citar: Bérgson na França e Husserl na Alemanha. Husserl era um matemático com grandes interesses filosóficos. Ele se questionava sobre a realidade. Husserl se dirige a uma pessoa em Viena. Na realidade Husserl trabalha sobre duas culturas. A cultura austríaca não é a mesma da Alemanha. Husserl ensinará na Alemanha, mas a sua cultura não éestritamente alemã, é uma cultura austríaca e a Áustria sempre foi católico. Husserl é hebreo e se converte ao protestantismo. Brentano é a pessoa que procura em Viena. Ele escuta as aulas por interesse formativo e Brentano é uma personagem complexa. Era um padre, conhece a filosofia antiga e medieval. Na ocasião da condenação do Modernismo, se sentiu condenado e Brentano se afastou. Podemospensar que Husserl se tornou protestante neste período. Brentano é muito atento as realidades do seu tempo, como a psicologia, que nasce do ambiente positivista. É a tentativa de explicar cientificamente o ser humano. A tentativa é de interpretar a psique segundo critérios científicos: como podemos medir a psique? Nasce a psicofísica. Brentano diz não. Brentano admite estados físicos que não sãomesuráveis, pois tem uma qualidade. O problema filosófico de Brentano é o problema do ser a partir de Aristóteles. Quando Husserl escuta Brentano, escuta aquilo que ele diz da filosofia, que não é aquela positivista. Então a formação de Husserl vai orientada não de forma positivista. Este encontro é importante. Nasce a fenomenologia como uma nova proposta filosófica. Husserl critica Brentano porque aanalise dos atos psíquicos é insuficiente a conhece r o conhecimento humano. Este é um ponto fundamental. O caminho que a psicologia propõe de entrar na interioridade, mas no interior do ser humano a situação é complexa. Em que consiste esta complexidade? No fato que o ser humano diferentemente dos outros seres se dá conta. Nós somos seres humanos acompanhados da consciência daquilo que conhecemos efazemos. Ainda que não pensamos temos a percepção física que estamos sentados. Consciência tem um sentido especifico e Husserl coloca em evidencia. Nós temos consciência de uma percepção física. Estamos vivendo uma percepção física, estamos vivendo as percepção física é vivida por nós. Como é a cadeira para mim? Duas possibilidade: é confortável ou não. Me dou conta que a cadeira é confortável.Quer dizer confortável? É uma coisa física? Ou reação a uma coisa física? É uma reação que vem de onde? De mim. Eu estou vivendo uma sensação mas psíquica. Esta é a reação psíquica, assim com a física se inscrevem sobre algo que não é nem psique nem corpo, mas é esta possibilidade de ter consciência. Esta é a novidade da fenomenologia. Este é o ponto de fundo. Esta analise das vivencias são a...
tracking img