Ultra romantismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Ultra-Romantismo









A segunda geração da poesia romântica.










Sumário


1. Introdução

2. Características gerais do ultra-romantismo
• Liberdade de criação
• Sentimentalismo
• Supervalorização do amor
• Idealização da mulher
• Mal-do-século
• Evasão


3. O ultra-romantismo no Brasil4. Autores
• Lord Byron

5. Os autores ultra-românticos de Portugal
• Antônio Augusto Soares de Passos
• Antônio Feliciano Castilho
• Camilo Castelo Branco

6. Os autores ultra-românticos brasileiros
• Álvares de Azevedo
• Casimiro de Abreu
• Fagundes Varella

7. Lembrança de morrer – Álvares de Azevedo8. Análise do poema


9. Uma análise mais detalhada


10. Conclusão











Introdução

O Ultra-Romantismo começou a manifestar-se principalmente a partir dos anos 50 do século XIX e se prolongou até a Questão Coimbrã.
A segunda geração romântica foi marcada por uma postura de exagero sentimental que a tornou inconfundível. O sentimentalismo, a supervalorização dasemoções pessoais: é o mundo interior que conta, o subjetivismo. E a medida que essa busca dos valores pessoais se intensifica,como o culto do individualismo, perde-se a consciência do todo, do coletivo, do social. A excessiva valorização do “eu”  gera o egocentrismo: o ego como centro do universo.  Evidentemente, surge aí um choque entre a realidade objetiva e o mundo interior do poeta.  A derrotainevitável do ego produz um estado de frustração e tédio, que conduz à evasão romântica. Seguem-se constantes e múltiplas fugas da realidade: um fascínio pela morte, pela escuridão, pela doença, pela bebida, por drogas, as “casas de aluguel” (os prostíbulos), a saudade da infância, as constantes idealizações da sociedade, do amor e da mulher.
O Ultra-Romantismo assinala um forte desequilíbrio nodomínio do pensamento. Manifesta um predomínio da emoção, da exaltação do espírito, da melancolia que leva ao tédio da vida e, consequentemente, ao desejo da morte, ao fatalismo. A natureza é triste e vai até ao fúnebre, ao macabro, com fantasmas, sepulturas, ajustando-se  ao estado de alma do poeta.
Inspirados pela literatura inglesa, os novos autores admiravam poetas como Lord Byron, queexaltava os sentimentos arrebatadores ao mesmo tempo em que apresentava o poeta completamente isolado da sociedade, incompreendido por defender valores morais e éticos.
Os poetas dessa segunda geração do Romantismo estão voltados para a própria individualidade, preocupando-se com a expressão de seus sentimentos e frustrações. A ideia de morrer é cortejada pelos poetas. Morrer de amor significava ter adisposição para se entregar completamente ao mais puro sentimento que o ser humano pode ter.
Características gerais do ultra-romantismo

Impregnada de egocentrismo, negativismo, pessimismo, dúvida, desilusão adolescente e tédio constante (características do ultra-romantismo) o verdadeiro mal-do-século, seu tema preferido é a fuga da realidade, que se manifesta na idealização da infância, nasvirgens sonhadas e na exaltação da morte. Esta segunda geração da poesia romântica é marcada pela falência dos ideais nacionalistas utópicos dos nossos primeiros românticos.

Liberdade de criação
Trata-se de uma postura diante da vida e da arte. O artista acredita na atitude individual, pessoal, sem regras, rejeitando qualquer dos modelos greco-romanos recuperados pelo Classicismo e peloArcadismo. A arte clássica sempre esteve sujeita a normas, padrões e modelos. Em decorrência da liberdade de criação, todas as receitas de conteúdos e de escrita das obras são destruídas. Afirmando que o conteúdo é mais importante que a forma, sendo comuns deslizes gramaticais.

Sentimentalismo
Ao sentir que seus vínculos com o mundo foram rompidos, os artistas arrojam-se no próprio eu, numa espécie...
tracking img