Tv digital

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é a Tv Digital
 
O surgimento de novas mídias é constante em nosso cotidiano. A nova proposta em destaque é a TV digital e seus benefícios ao telespectador. Mas afinal o que é a TV Digital? E como funciona? A TV digital é uma nova tecnologia de transmissão de sinais de televisão, que proporcionará ao telespectador melhor qualidade de imagens e sons, além de uma série de novos benefícios,tais como ver televisão quando estiver em movimento, ou seja, deslocando-se para algum lugar e interagir diretamente com os programas.
Com as transmissões digitais, a televisão apresentará uma imagem sem ruídos ou interferências, nítida, com som comparável ao de um CD. Além dos benefícios já citados a TV digital trará ao espectador elementos como a alta definição ou HDTV - high definitiontelevision, ou ainda HD - high definition, ou seja, os programas poderão ser transmitidos com a nitidez e em formato de cinema, a chamada tela larga, ou 16:9.
 
No caso da TV interativa, esses dois paradigmas são quebrados. Ao passarmos para o nível 5 de interatividade, abre-se a possibilidade de interagir com o transmissor; o telespectador começa a tomar um papel ativo diante da TV, interrompendo aunidirecionalidade do veículo. Duas mudanças importantes na própria concepção do media televisão, que representam uma verdadeira revolução na teoria televisiva.
 
Essa quebra de paradigmas não representa o fim da televisão, pois a atual forma de ver TV pode continuar. Representa, isso sim, o surgimento de uma nova mídia, com características próprias, peculiares a sua natureza tecnológica. TVinterativa não é uma simples junção ou convergência da internet com a TV, nem a evolução de nenhuma das duas, é uma nova mídia que engloba ferramentas de várias outras, entre elas a TV como conhecemos hoje e a navegabilidade da internet.

Surgimento da Tv Digital

Essa novidade teve seu início em 1970, no Japão, quando a emissora de TV japonesa Japão Nippon Hoso Kyokai (NHK) apoiou os cientistasdo NHK Science & Technical Research Laboratories para a elaboração de uma televisão de alta qualidade. 

A partir do dia 2 de dezembro de 2007 chegou ao Brasil às imagens do futuro, ou seja, as televisões de alta definição. Esse evento foi o começo de show de interatividade e mudança que irá atingir vários equipamentos. O início foi previsto para cidade de São Paulo. Não é simplesmente umaapresentação de um novo método de transmissão, mas sim uma nova era no Sistema Brasileiro de Televisão.
Um dos responsáveis pelo desenvolvimento desta nova tecnologia chamada TV de ultra – alta definição (U–HDTV) é Hirokazu Nishiyama, diretor da NHK, a TV estatal do Japão.
 
O Decreto nº 4901, de 26 de novembro de 2003 que estabeleceu a criação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital, tem porfinalidade alcançar alguns propósitos como a inclusão social, as diferentes culturas e língua existente no Brasil, por meio desta nova tecnologia digital.
 
Ele descreve os objetivos do Sistema Brasileiro de Televisão:
* Incentivar a pesquisas as novas tecnologias brasileiras relacionadas à indústria e a tecnologia de informação. Porém, a transição da TV analógica para a digital, deve ser demodo gradual para atender aos usuários de acordo com as suas necessidades.
* Estimular a crescimento das atuais emissoras de televisão analógica e também a ascensão de novas empresas no mercado, propiciando o crescimento deste setor e definir este novo sistema de acordo com a situação financeira e empresarial do País.
* Aperfeiçoar o modelo atual, de áudio, vídeo e serviços instaladoshoje no Brasil. Além disso, contribuir para a expansão da Educação à Distância.

Como funciona o sistema:
Gravação
Os programas são gravados em alta definição (HDTV, com 1.080 linhas) e formato widescreen (16:9) ou então em definição padrão (SDTV, com 480 linhas) e formato tradicional (4:3), já com câmeras digitais. O som captado pode ser em estéreo ou surround 5.1. No futuro, as emissoras...
tracking img